Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Para evitar brigas internas, ACM Neto diz que trabalhará pela união no DEM

Partido vai comandar as duas casas legislativas do Congresso Nacional e três ministérios do governo Bolsonaro

Presidente nacional do DEM, o prefeito de Salvador, ACM Neto, disse que vai trabalhar para evitar brigas internas no seu partido, que, no governo de Jair Bolsonaro (PSL), passa a comandar as presidências da Câmara dos Deputados e do Senado, além de três ministérios (Casa Civil, Saúde e Agricultura).

“Só vou trabalhar pela paz. Eu quero ver o Rodrigo, o Onyx, todo mundo muito bem e trabalhando afinando. Não esperem que eu favoreça qualquer divisão. Vou trabalhar pela união de todos. Não só de Onyx e Rodrigo, que são colegas de partido, mas todo mundo”, declarou.

Ministro-chefe da Casa Civil, Lorenzoni e Maia não se batem desde que o primeiro foi relator do pacote anticorrupção do Ministério Público Federal (MPF) e se recusou a incluir na proposta a anistia ao caixa dois. Além disso, o gaúcho trabalhou, no início da campanha, contra a candidatura à reeleição do colega.

Segundo aliados, ACM Neto e Onyx Lorenzoni hoje têm uma boa relação, mas, em 2007, os dois protagonizaram um racha no DEM (na época, PFL) ao disputar a liderança do partido na Câmara. A briga terminou com a vitória do baiano, que comandaria a sigla na Casa até 2012.

O prefeito pediu humildade na legenda. “Acho tem que saber vencer. Tem que ter muita humildade na vitória. Tem que ter pé no chão e sandália da humildade”, salientou.

Nesta segunda-feira, 4, o presidente do DEM voltou a afirmar que não há prazo para definir se o partido irá integrar a base de Bolsonaro. “Tem prazo para começar a discussão que é agora no mês de fevereiro, mas a conclusão dela será quando o partido tiver a maturidade suficiente para decidir e se manifestar publicamente”, afirmou. “Independente de qualquer coisa, nós vamos ajudar o país. É importante para o país que o governo dê certo”, acrescentou.

ACM Neto evitou falar se o fortalecimento do DEM abre espaço para um projeto presidencial da sigla em 2022. “Não é razoável que eu diga isto neste momento. Nós construímos uma vitória para Rodrigo e o Davi Alcolumbre com o apoio de vários partidos. Seria muita petulância da minha parte dizer isso agora. Não esperem de mim.”

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s