Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Vivendo e aprendendo (268)

“A presidenta da República tem uma obrigação: governar para todos os brasileiros, mas, além de governar para todos os brasileiros, eu tenho de dar atenção especial àquela parte da nossa população que tem maior fragilidade”. Dilma Rousseff, nesta sexta-feira, em São Paulo, durante a celebração do Natal dos catadores de materiais recicláveis e moradores de […]

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 07h10 - Publicado em 21 dez 2012, 18h21

“A presidenta da República tem uma obrigação: governar para todos os brasileiros, mas, além de governar para todos os brasileiros, eu tenho de dar atenção especial àquela parte da nossa população que tem maior fragilidade”.

Dilma Rousseff, nesta sexta-feira, em São Paulo, durante a celebração do Natal dos catadores de materiais recicláveis e moradores de rua, ensinando que, no dicionário da novilíngua lulopetista, “nossa população que tem maior fragilidade” quer dizer pobres, miseráveis, mendigos ou indigentes.

Publicidade