Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Vida dura

“Ao parabenizá-lo pelos setenta anos de vida, me somo a todos os seus amigos, para celebrar a sua vida, uma vida extraordinária”. Dilma Rousseff, nesta terça-feira, ao cumprimentar Lula pelo aniversário, usando três vezes a palavra “vida” para espantar o fantasma da morte política.

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 00h13 - Publicado em 27 out 2015, 20h14

“Ao parabenizá-lo pelos setenta anos de vida, me somo a todos os seus amigos, para celebrar a sua vida, uma vida extraordinária”.

Dilma Rousseff, nesta terça-feira, ao cumprimentar Lula pelo aniversário, usando três vezes a palavra “vida” para espantar o fantasma da morte política.

Publicidade