Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Teori Zavascki vence a eleição de maio e dedica o troféu a Ricardo Lewandowski

“Dedico o troféu ao nosso presidente Ricardo Lewandowski, que é a cara do novol STF”, emocionou-se Teori Zavascki ao ser oficialmente informado da conquista do título de Homem sem Visão de Maio. “Também gostaria de homenagear o excelentíssimo e douto colega Luís Roberto Barroso, companheiro de lutas, HSV de Março e exímio praticante da arte […]

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 03h44 - Publicado em 2 jun 2014, 20h07

HSV - maio VALE

“Dedico o troféu ao nosso presidente Ricardo Lewandowski, que é a cara do novol STF”, emocionou-se Teori Zavascki ao ser oficialmente informado da conquista do título de Homem sem Visão de Maio. “Também gostaria de homenagear o excelentíssimo e douto colega Luís Roberto Barroso, companheiro de lutas, HSV de Março e exímio praticante da arte de mostrar que nenhum ponto deve estar fora da curva”.

Ao entrar na disputa aos 45 do segundo tempo por exigência dos leitores-eleitores, todos impressionados com a façanha do integrante da bancada dos ministros da defesa de culpados em ação no Supremo Tribunal Federal, Zavascki venceu o segundo colocado por mais de 2 mil votos, num dos triunfos mais consagradores da história do HSV. Ao ver nos 12 presos pela Operação Lava Jato um bando que deveria ser julgado pela Justiça comum um dia depois de ter enxergado nos mesmos 12 um bando que deveria ser julgado pelo STF, o ministro conquistou 4.271 votos (49% do total de 8.724).

A medalha de prata foi para Nilson Mourão (2.047 votos). Em seguida, vieram Gilberto Carvalho (739) e Aldo Rebelo (685). Os dois ministros de Dilma Rousseff já avisaram que usarão o legado da Copa na briga pelo troféu de Junho. “O chefe não vê a hora que chegue dia 12″, revelou um dos 141 assessores diretos de Aldo Rebelo. “Ele disse que vai passar o dia sobrevoando São Paulo de helicóptero para ver como funcionarão na prática as obras de mobilidade urbana que ainda não desceram do palanque”.

O quinto lugar ficou com Renan Calheiros (613), seguido por João Santana (171). “Ele finge que não, mas ficou magoado com o fiasco”, revelou um dos 177 assessores diretos do marqueteiro do Planalto. “Tudo bem ficar atrás de algumas feras, mas segurar a lanterninha é vergonhoso”.

Foi uma eleição e tanto, leitores-eleitores! Mais uma comovente demonstração de civismo e discernimento! A disputa pelo troféu de junho já começou! Que vença o pior!

Continua após a publicidade
Publicidade