Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Se beber, não fale

“Quando chegam as eleições, a presidenta Dilma ganha e toma a decisão de que era preciso dar uma parada e reordenada na economia, que era realmente necessária”. Lula, na entrevista publicada no El País desta quinta-feira, explicando que Dilma só descobriu no dia seguinte ao da eleição que conseguira, junto com o padrinho, quebrar o Brasil.

Por Augusto Nunes Atualizado em 30 jul 2020, 23h53 - Publicado em 10 dez 2015, 23h20

“Quando chegam as eleições, a presidenta Dilma ganha e toma a decisão de que era preciso dar uma parada e reordenada na economia, que era realmente necessária”.

Lula, na entrevista publicada no El País desta quinta-feira, explicando que Dilma só descobriu no dia seguinte ao da eleição que conseguira, junto com o padrinho, quebrar o Brasil.

Publicidade