Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Se a fonte das empreiteiras secou, de onde vem o dinheiro que paga as contas de Lula?

Entre 2011 e 2014, empreiteiras atoladas no esquema do Petrolão municiaram com mais de 17 milhões de reais o Instituto Lula e a LILS, empresa que cuida das “palestras” do ex-presidente. Não é pouca coisa. São 470 mil reais por mês. Ou 16 mil reais por dia. As primeiras rajadas da Operação Lava Jato secaram […]

Por Augusto Nunes Atualizado em 30 jul 2020, 23h39 - Publicado em 27 jan 2016, 12h40

Entre 2011 e 2014, empreiteiras atoladas no esquema do Petrolão municiaram com mais de 17 milhões de reais o Instituto Lula e a LILS, empresa que cuida das “palestras” do ex-presidente. Não é pouca coisa. São 470 mil reais por mês. Ou 16 mil reais por dia.

As primeiras rajadas da Operação Lava Jato secaram a fonte. Sumiram os convites para apresentações internacionais do palanque ambulante. O instituto quer virou esconderijo hoje é visitado por parceiros de tramas políticas ou blogueiros estatizados.

Essas constatações conduzem a mais uma pergunta sem resposta: de onde tem vindo o dinheiro que permite a Lula continuar desfrutando da vida de milionário? Como ele nunca sabe de nada, a polícia, o Ministério Público e a Justiça terão de desvendar o mistério.

http://videos.abril.com.br/veja/id/1b86a8f5bcdc3cd723fc4697770ee566?

Continua após a publicidade
Publicidade