Clique e assine com até 92% de desconto
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

#SanatórioGeral: Se almoçar, não dirija (MST)

Stédile reforça a suspeita de que, como fazia Lula em liberdade, está matando a sede durante o almoço

Por Augusto Nunes 16 jul 2019, 13h58

“Com as revelações de Glenn, podemos dizer que Lula é inocente, que está preso pelo Departamento de Estado dos Estados Unidos  que é chefe de Moro. Temos de chegar no povão. Se o povão não for pra rua, Lula não será liberto. O que estamos fazendo para chegar ao povão e dizer que o que está em jogo é mais que a Petrobras, que as estatais? O que está em jogo é o Brasil como nação. A nação, da qual o povo faz parte, corre risco”. (João Pedro Stédile, líder do MST, em discurseira no Congresso da UNE, em Brasília, reforçando a suspeita de que anda bebendo mais que Lula quando o ex-presidente presidiário exercia o direito de ir e vir entre uma reunião política e o bar do instituto que leva seu nome)

Publicidade