Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

#SanatórioGeral: Sacristão de missa negra

Deputado federal petista mostra como fala, pensa e age um integrante do partido que virou bando

“O juiz Sergio Moro é o coveiro do Direito brasileiro. Ele é a ponta de lança do Estado de exceção brasileiro, com a sua — quando digo ‘sua’ refiro-me quase que a uma propriedade — Operação Lava Jato, que simplesmente jogou na lata do lixo a Constituição de 1988. Esse ministério para Sergio Moro, com promessa já de vaga assegurada no Supremo Tribunal Federal, foi o prêmio”. (Wadih Damous, deputado federal do PT fluminense demitido pelas urnas de outubro ao tentar reeleger-se, usando a tribuna da Câmara para mostrar como fala, pensa e age um sacristão das missas negras celebradas pela seita cujo único deus é um presidiário)

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s