Clique e assine a partir de 9,90/mês
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

#SanatórioGeral: Retrato falado

Gilmar Mendes acusa a força-tarefa da Lava Jato de plagiar o desempenho do bando de ministros que comanda no STF

Por Augusto Nunes - 1 set 2019, 07h05

“Assumiram o papel de imperadores absolutos, mas não eram reis iluminados, não. Pelo contrário, gente com uma mente muito obscura, soturna. Gente sem nenhuma maturidade. Corrupta na expressão do termo. Que gente ordinária! Absolutamente inimputáveis! Gente tramando patifarias no submundo. Não se imagina isso em uma delegacia no interior, e estava ocorrendo lá. Gente que comemora a morte de alguém e diz que isso é uma falcatrua. Que falta de sensibilidade moral”. (Gilmar Mendes, ministro do STF, ao comentar o trabalho da força-tarefa da Lava Jato, aparentemente acusando o grupo de procuradores de plagiar o desempenho do bando de ministros que comanda no Supremo Tribunal Federal)

Publicidade