Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

#SanatórioGeral: Poste malandro (4)

Haddad jura que o PT foi defenestrado da vida pública por ter "combatido a desigualdade" e não por excesso de bandalheiras

Por Augusto Nunes 23 dez 2019, 11h14

“Este governo não tem nenhum compromisso em enfrentar o maior de todos os nossos problemas. A elite econômica deste país tampouco. Todos os presidentes que tentaram combater a desigualdade foram tachados de populistas e defenestrados da vida pública”. (Fernando Haddad, sem ocupação conhecida desde outubro de 2018, em artigo publicado na Folha, jurando que foi por “combater a desigualdade”, que continuou tão desigual quanto sempre foi, e não por ter empreendido o maior assalto aos cofres públicos da história do país que o PT foi “defenestrado da vida pública”)

Publicidade