Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

#SanatórioGeral: Neurônio ambicioso

Dilma Rousseff conta que o neurônio solitário quer ser Lula quando crescer

Lula tem uma grande capacidade de aprendizado. Ele tem pouca educação formal, mas tem capacidade de compreensão e memória fantásticas. Tudo o que ele ouve e lê submete a uma análise profunda. Sempre racionaliza as coisas. Até na prisão. Ele tem uma grande força pessoal. Mas é muito triste visitá-lo e constatar que lá se encontra, preso, o presidente do Brasil que mais contribuiu para a evolução material da população. Está limitado a um cubículo. Não deixaram sequer que ele tivesse um frigobar”. (Dilma Rousseff, em entrevista ao jornal argentino Página12, revelando que o neurônio solitário quer ser igual a Lula quando se multiplicar e chegar a cinco)

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. carlos moura

    Desemprego é bem material?

    Curtir

  2. francisco penin

    Sinceramente, eu não acredito que o neurônio solitário – e claudicante ! – tenha elaborado esse texto. Nenhum erro crasso.

    Curtir

  3. Geraldo Pereia

    Frigobar! Ah, ah, ah! Ele aprecia mesmo é um birita, sua anta!

    Curtir

  4. A Dilma, AQUELA DILMA!, não escreveu esse texto!

    Curtir

  5. carlos moura

    A forma da entrevista é bonitinha, mas a ideia é ordinária.

    Curtir

  6. Paulo Bandarra

    Para estar preso ele não analisou bem a realidade.

    Curtir

  7. Paulo Bandarra

    Quanto as conquistas materiais chegou a conta. País quebrou por gastar errado.

    Curtir