Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

#SanatórioGeral: Metamorfose ambulante (171)

Lula explica que Palocci deixou de ser um companheiro exemplar quando resolveu falar a verdade

Por Augusto Nunes Atualizado em 30 jul 2020, 20h45 - Publicado em 13 set 2017, 20h46

“Eu ouvi atentamente o depoimento do Palocci. Uma coisa quase que cinematográfica, quase que feita por um roteirista da Globo. ‘Você vai dizer tal coisa, os lides são esses’. Prepararam alguns lides pra ele dizer e ele foi dizendo habitualmente, lendo alguma coisa. Eu conheço o Palocci bem. O Palocci se ele não fosse o ser humano ele seria um simulador. Ele é tão esperto que é capaz de simular uma mentira mais verdadeira que a verdade. Palocci é médico, é calculista, é frio”. (Lula, no depoimento a Sergio Moro nesta quarta-feira, explicando que “o melhor ministro da Fazenda que o Brasil já teve” — como classificou seu ex-braço-direito quando Palocci foi obrigado a deixar o governo por ter estuprado a conta bancária do caseiro Francenildo — transformou-se num homem frio e calculista no momento em que resolveu contar a verdade sobre o ex-chefe)

Publicidade