Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

#SanatórioGeral: Inimigo íntimo

Cesare Battisti já desconfia que Evo Morales é um fascista disfarçado de revolucionário bolivariano

Por Augusto Nunes - 14 jan 2019, 07h20

“Um governo eleito de ultra-direita na Itália e outro em Brasil, cujo presidente eleito Bolsonaro fazem que, uma vez mais, eu esteja na necessidade de pedir ajuda a um país de princípios democráticos, como Bolívia”. (Cesare Battisti, assassino condenado à prisão perpétua pela Justiça do seu país, no pedido de asilo encaminhado às autoridades bolivianas e negado em seguida, ainda sem saber se Evo Morales se disfarçou de revolucionário bolivariano para servir ao fascismo brasileiro, ao fascismo italiano ou aos dois)

Publicidade