Clique e assine a partir de 9,90/mês
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

#SanatórioGeral: Haja saúde

O chilique de matar qualquer cardíaco não abalou Garotinho

Por Augusto Nunes - 10 jan 2017, 13h38

15555363_1340122709373827_746307972_o

Setembro

“Levar é o cacete! Eu não vou! Matem o homem! Você tem alma? Matem o homem! Eu não vou ! Eu não vou! Isaías do Borel, tem um monte de preso lá que foi tudo eu que botei na cadeia! Não vou ficar, é o cacete! Estão doidos para me levar para lá para me matar! Sabe que quarta-feira eu tenho reunião com Dr. Janot para entregar o resto da quadrilha! Isso tudo foi armado! Eu não vou, cara!”. (Anthony Garotinho, ex-governador do Rio de Janeiro, preso por maracutaias investigadas pela Operação Chequinho, no berreiro que começou no Hospital Souza Aguiar e prosseguiu numa ambulância, mostrando aos policiais federais que o capturaram que seus “problemas cardíacos” não são agravados por chiliques que costumam matar doentes comuns)

Publicidade