Clique e assine com 88% de desconto
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

#SanatórioGeral: Conversa fiada

Petra Costa vai dizer que só não conseguiu o Oscar porque sua peça de propaganda do PT foi muito rigorosa com o partido

Por Augusto Nunes - Atualizado em 10 fev 2020, 08h01 - Publicado em 10 fev 2020, 07h01

“Eu acho interessante que qualquer espectador fora do Brasil fala: ‘Nossa, você é crítica do PT e ao Lula, eu gostei muito das críticas que você faz de como eles não fizeram as reformas necessárias’. Já no Brasil, as pessoas têm dificuldade de escutar, algumas pessoas, porque, se você for pegar a narração, tem pelo menos uns cinco momentos do filme em que eu sou crítica”. (Petra Costa, diretora do filme Democracia em Vertigem, numa entrevista ao Jornal Nacional, preparando-se para recitar que não levou o Oscar de melhor documentário por ter sido extremamente crítica ao PT)

Publicidade