Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

#SanatórioGeral: Conta outra, Mantega!

Advogado de Guido Mantega revela que até o ministro da Fazenda não acreditava na economia do Brasil sob seu comando

Por Augusto Nunes 5 jun 2017, 15h06

“A fim de demonstrar sua total transparência frente às investigações em curso neste juízo [a defesa] afirma que abre mão de todo e qualquer sigilo bancário, financeiro e fiscal, inclusive de conta estrangeira aberta antes de assumir o cargo de Ministro da Fazenda, na qual recebeu um único depósito no valor de US$ 600 mil como parte de pagamento pela venda de imóvel herdado de seu pai. Aproveita, outrossim, para esclarecer que não espera perdão nem clemência pelo erro que cometeu ao não declarar valores no exterior, mas reitera que jamais solicitou, pediu ou recebeu vantagem de qualquer natureza como contrapartida ao exercício da função pública”. (Fábio Tofic Simantob, advogado de defesa de Guido Mantega, no documento entregue ao juiz Sérgio Moro em que seu cliente, para livrar-se da condenação por “recebimento de vantagens de qualquer natureza como contrapartida ao exercício da função pública”, jura que foi um ministro da Fazenda tão incompetente e distraído que esqueceu de confessar ao Fisco que tinha mais de meio milhão de dólares escondidos num banco suiço)

 

Publicidade