Clique e assine com até 92% de desconto
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

#SanatórioGeral: Amante desmemoriada

Gleisi esquece de calcular quantos ventiladores mecânicos poderiam ser comprados com o dinheiro dos estádios da Copa

Por Augusto Nunes 25 mar 2020, 07h51

“272 bi daria p/ construir hospitais de apoio e comprar milhares de ventiladores mecânicos. Além do apoio financeiro que daria aos trabalhadores formais e informais e às pequenas e médias empresas. Vários países taxam ricos. Congresso precisa pautar o tema”. (Gleisi Hoffmann, deputada federal e presidente do PT, conhecida pelo codinome Amante no Departamento de Propinas da Odebrecht, ao comentar no Twitter o estudo de entidades que aconselham o governo a “taxar super-ricos”, esquecendo espertamente de calcular quantos hospitais seriam construídos ou ventiladores mecânicos comprados com os R$ 8,3 bilhões gastos só na construção dos estádios da Copa da Roubalheira ou com os R$ 42,8 bilhões do propinoduto da Petrobras, fora o resto)

Publicidade