Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Roubalheira caridosa

Advogado da presidente explica que ilegalidade beneficente é legal

Por Branca Nunes Atualizado em 30 jul 2020, 22h49 - Publicado em 4 Maio 2016, 17h41

“Este governo não tem medo de se endividar para fazer o bem do povo, que este governo não obedece ao superávit primário. Certamente essa dívida não foi para a Fiesp, para os grandes magnatas ou os grandes latifundiários. Essa dívida foi para os programas sociais, o Minha Casa Minha Vida, o Bolsa Família, o Fies e o Pronatec”. (Marcelo Lavenère, ex-presidente da OAB e um dos advogados escalados para defender Dilma Rousseff na Comissão do Impeachment no Senado, sem esclarecer se o dinheiro roubado da Petrobras foi para o PT e seus comparsas, para o Programa de Assistência Financeira aos Bandidos de Estimação do Governo ou para as 6 mil creches que Dilma não construiu.)

Publicidade