Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Reynaldo-BH: Carta aberta a Celso de Mello

REYNALDO ROCHA Prezado ministro Celso de Mello, Permita-me chamá-lo como se o senhor não fosse o que é, nem exerça a mais nobre função que um operador do direito pode exercer. Sei que o senhor jamais falará sobre o aparelhamento em curso no Supremo Tribunal Federal. A dignidade e honradez que o caracterizam não permitiria. […]

REYNALDO ROCHA

Prezado ministro Celso de Mello,

Permita-me chamá-lo como se o senhor não fosse o que é, nem exerça a mais nobre função que um operador do direito pode exercer.

Sei que o senhor jamais falará sobre o aparelhamento em curso no Supremo Tribunal Federal. A dignidade e honradez que o caracterizam não permitiria. Mas também sei que um jurista com sua inteligência e seus conhecimentos enxerga o que está acontecendo.

Os bombeiros costumam dizer que nenhum incêndio começa grande. É uma das tais verdades óbvias, mas é nelas que reside a sabedoria inquestionável.

Alinho-me às teses dos ministros Luiz Fux, Cármem Lúcia e Marco Aurélio. Mas quem sou eu para sugerir uma nova leitura ao decano do STF? De qualquer forma, sou um cidadão brasileiro. Com uma história minúscula na luta pela moralização deste país, desde o combate à ditadura (quando o Poder Judiciário era a única esperança) até os tristes tempos atuais.

Está em suas mãos – sem exageros dramáticos ou concessões à pieguice – o futuro do Brasil. A nossa esperança. Esperamos que o Supremo, que julgou com coragem, execute a pena com a mesma coragem. Que consolide a percepção de JUSTIÇA que perdemos na caminhada sempre conturbada. Por pedras e por atalhos. Desta vez, até agora não foi assim.

Sou um ex-operador do Direito. Abandonei a carreira jurídica, tenho me orgulho ao constatar que ela nunca me abandonou. E aprendi que a noção de cidadania, o estado de direito, a prestação jurisdicional e devido processo legal, entre tantos outros, são conceitos essenciais.

O estudo do Direito, ao menos das noções básicas, deveria ser obrigatório  em todas as escolas do Brasil. E o julgamento da Ação Penal 470 nos trouxe esse alento, essa sensação de que enfim éramos protegidos por um tribunal de notáveis. Há pouco tempo, discutia-se nas ruas os votos dos ministros. Tentava-se entender a Teoria do Domínio dos Fatos. Buscava-se compreender os graus recursais. A convenção de San José. A importância da Constituição.

É nisso que o povo acredita. E no que os senhores fizeram (com as conhecidas oposições em plenário) nesse processo. O incêndio começou com uma fagulha. Hoje, é incontrolável. Como qualquer incêndio, decorrente de causas naturais ou de  ações criminosas, o fogo é o mesmo.

Sei que o senhor é legalista. Eu sou também. Sou quando acordo, trabalho, respeito as leis, obedeço igualmente àquelas com as quais não concordo e me submeto aos poderes republicanos.

E tenho esperança. A esperança de que nos falava Paulo Freire. A esperança de esperançar, não de esperar. Cansamos de esperar. Esperar o futuro que nunca chega. Esperar a ética retornando ao leito das decisões políticas. Esperar que a democracia seja entendida como diferença e que estas não sejam demonizadas. Esperamos com a certeza de esperançar.

Ministro Celso de Mello, que o senhor fique ainda maior do que já é. Jamais escreveria algo semelhante a outros ministro(a)s do STF.

Escrevo ao senhor sem saber se serei lido. Não se trata de um desabafo. É um pedido de auxílio para continuar acreditando que há um novo caminho.

Depende do senhor.

Respeitosamente,

Um brasileiro.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    Milton Simon Pires

    O BRASIL ACABOU.
    Não me falem mais em médicos cubanos! Não mencionem mais a luta contra o narcotráfico, nem discutam a violência urbana…Não há mais Brasil pois caiu o Estado de Direito..desmoronou a esperança, foi-se a Justiça. Hoje é dia de festa para a ralé petista. Salvaram-se! Escaparam! Estão rindo ! Debocham da esperança de justiça dos 190 milhões de Josés…das Marias..dos Pedros e Anas …enfim de todo povo brasileiro. O ministro Celso de Mello fez de um ato único uma proeza tripla – livrou bandidos, debochou da nação e humilhou o Brasil perante todo mundo civilizado..
    De hoje em diante não podemos sequer fazer o que se fazia ontem: proclamar a vergonha de ser brasileiro..Hoje isso não é mais possível – O BRASIL ACABOU…
    Milton Pires

    Curtir

  2. Comentado por:

    gustavo

    Não consigo levar a sério quem quer que leve a serio um vigarista como Paulo Freire.

    Curtir

  3. Comentado por:

    Carlos BianchiniPontes

    Estou extremamente indignado com a decisão do Ministro Celso de Melo, ele enterrou a moral do STF, na lata do lixo, não sei como posso explicar para os meus filhos, meus netos, este exemplo de ladrões que jamais cumprirão penas, serão absolvidos por decurso de prazo, é uma vergonha, é inadmissivel, a partir de agora, tudo é possivel, é isto que se chama de DEMOCRACIA!!!?

    Curtir

  4. Comentado por:

    Kitty

    Foi uma pena Reynaldo, o decano no leu a sua magnífica carta aberta..ou não teve a coragem de abri-la porque adivinhou o seu conteúdo e preferiu aderir à indecência dos outros ministros petistas..nunca uma pessoa me decepcionou tanto quanto o decano Celso de Mello na minha vida..embora que pouca, mas nutria a leve esperança que, ele pudesse tomar uma atitude que poucos homens públicos tomaram na história do mundo..falhou e feio!A impunidade mais uma vez venceu uma grande batalha, mas não a guerra! Um abraço-Kitty

    Curtir

  5. Comentado por:

    Lucia S.

    Finalizando: o sobrenome Mello já indicava que um fruto nunca cai longe da árvore que o produziu.
    E tenho dito, adeus!

    Curtir

  6. Comentado por:

    Dulce Regina

    Reynaldo, não assisti o voto de Celso de Mello, em sã consciência pois , achei que minha decepção seria maior ouvindo e vendo-o nos tirar toda esperança de justiça. Ao fim e a cabo, li o que Reinaldo, Augusto escreveram e vim buscar sua reflexão, ainda não estava liberada. Hoje li o que vc escreveu e, mais uma vez não me surpreendi com seu texto, bem escrito, lúcido e transmitindo todo o nosso sentimento de tristeza. Elles se livraram desta, estão comemorando e, aí ??? Não vão para a prisão ? E, aí ? Rey, a VERDADEIRA prisão é aquela que aprisiona nossa ALMA e, a DELLES estão acorrentadas na escuridão, na podridão dos seus atos indecentes e nas atitudes medíocres. Pena que o decano do STF, tenha optado pela mediocridade, fazer o que ? Bola prá frente…”Deus nos fecha uma porta mas, abre uma janela”. Através dela entrará o sol e, de novo brilhará a ESPERANÇA. Um adendo: Não sei porque mas, essas URNAS eletrônicas, me intrigam… Abraços, Dulce Regina – Ah !…todos nós o levamos a SÉRIO

    Curtir

  7. Comentado por:

    marilene

    Com a queda do último pilar democrático só resta mudar o nome destepaíz para república bolivariana do brasil(com letras minúsculas para tentar aplacar a vergonha). Tá tudo dominado! Por coerência, né Ministro, vamos ter que abrir as portas dos presídios pois lá só tem inocentes e injustiçados que não tiveram direito aos embargos infringentes.Pois a justiça brasileira decidiu que quem rouba milhões e milhões dos cofres públicos não será mais punido com cadeia. Só não deixe de pagar seus impostos, afinal eles tem que ter trilhões para mamar, se não a Justiça te pega. Que país… que VERGONHA!!!!

    Curtir

  8. Comentado por:

    Edmar Francisco de Aquino

    Esta carta foi produzina certamente na parte de maior expressão de um seer humano. No coração de um brasileiro, como eu, que vive transportando dores e mais dores ante aqueles que pisoteiam o Brasil como um limpa-pés de prédio. É uma pena que este grito da alma não chegou à consciência do Ministro. As dores continuarão até que um dia o calor do sol voltará a aquescer a dignidade do povo brasileiro. Este dia chegará. Queira Deus ! Queira Deus.

    Curtir

  9. Comentado por:

    insatisfeito e ofendido

    Eu como cidadão não aguento tanta mentira colocada na mídia .pois uma mentira dita mil vezes se torna uma verdade principalmente se for colocado por certa emissora de televisao que não quero citar que todos de mente aberta já sabe.

    Curtir