Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Recado em código

“Não sou petista, mas quero prestar minhas homenagens ao presidente Lula”. Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, advogado dos publicitários Duda Mendonça e Zilmar Fernandes, durante o palavrório no STF nesta quarta-feira, admitindo em código que ficaria feliz com a presença de Lula no banco onde estão sentados seus dois clientes.

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 08h07 - Publicado em 16 ago 2012, 18h40

“Não sou petista, mas quero prestar minhas homenagens ao presidente Lula”.

Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, advogado dos publicitários Duda Mendonça e Zilmar Fernandes, durante o palavrório no STF nesta quarta-feira, admitindo em código que ficaria feliz com a presença de Lula no banco onde estão sentados seus dois clientes.

Publicidade