Clique e assine a partir de 9,90/mês
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Ratos roendo a bandeira do Brasil: a Lava Jato provou que o que parecia propaganda eleitoral do PT era programa de governo

Na campanha presidencial de 2002, fez sucesso um filmete criado pelo marqueteiro Duda Mendonça em que a bandeira do Brasil era roída em poucos segundos por um bando de ratos. Exibida no horário eleitoral do PT, a peça de propaganda foi concebida para vender a ideia de que o partido do candidato Lula detinha o […]

Por Augusto Nunes - Atualizado em 30 jul 2020, 23h17 - Publicado em 14 mar 2016, 19h41

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=0T7fA20S9ss?wmode=transparent&fs=1&hl=en&modestbranding=1&iv_load_policy=3&showsearch=0&rel=1&theme=dark&feature=youtu.be&w=425&h=344%5D

Na campanha presidencial de 2002, fez sucesso um filmete criado pelo marqueteiro Duda Mendonça em que a bandeira do Brasil era roída em poucos segundos por um bando de ratos. Exibida no horário eleitoral do PT, a peça de propaganda foi concebida para vender a ideia de que o partido do candidato Lula detinha o monopólio da ética. Os outros ─ “eles” ─ não passavam de assaltantes de cofres públicos.

O Mensalão mostrou que os roedores que se multiplicam no comercial eleitoreiro moravam nos esgotos do PT. O Petrolão provou que roeram furiosamente muito mais do que bandeiras. Como demonstraram as manifestações deste domingo, agora as coisas estão claríssimas. O que parecia propaganda eleitoral era programa de governo. Os ratos só pararam de fazer o que fazem no vídeo quando a Lava Jato chegou.

Publicidade