Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Patrocínio popular

“Rafael Covolo compareceu ao GP Brasil. A filha da presidenta não o acompanhou. A presidenta não foi consultada. A presidenta disse que, se tivesse sido, teria dito para ele não comparecer. Isso porque, embora não exista irregularidade, não vale o incômodo”. Dilma Rousseff, disfarçada de nota da secretaria de Comunicação Social da presidência da República, […]

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 04h09 - Publicado em 29 mar 2014, 05h19

“Rafael Covolo compareceu ao GP Brasil. A filha da presidenta não o acompanhou. A presidenta não foi consultada. A presidenta disse que, se tivesse sido, teria dito para ele não comparecer. Isso porque, embora não exista irregularidade, não vale o incômodo”.

Dilma Rousseff, disfarçada de nota da secretaria de Comunicação Social da presidência da República, explicando que, da mesma forma que não sabia dos detalhes do contrato que permitiu a compra da refinaria de Pasadena pela Petrobras, nem imaginava que seu genro fora convidado pela estatal para assistir ao GP do Brasil de Fórmula 1, com direito a vista privilegiada da pista do Autódromo de Interlagos, acesso aos boxes das escuderias, hospedagem em hotel cinco estrelas e buffet de comidas e bebidas, tudo pela bagatela de R$ 12 mil a cabeça, bancada pelos pagadores de impostos.

Publicidade