Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Os esclarecimentos da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal

Nesta sexta-feira, 12 de agosto, a Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal divulgou a seguinte nota: A Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal vem a público esclarecer que, após ser preso, qualquer criminoso tem como primeira providência tentar desqualificar o trabalho policial. Quando ele não pode fazê-lo pessoalmente, seus amigos ou padrinhos assumem […]

Nesta sexta-feira, 12 de agosto, a Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal divulgou a seguinte nota:

A Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal vem a público esclarecer que, após ser preso, qualquer criminoso tem como primeira providência tentar desqualificar o trabalho policial. Quando ele não pode fazê-lo pessoalmente, seus amigos ou padrinhos assumem a tarefa em seu lugar.

A entidade lamenta que no Brasil, a corrupção tenha atingido níveis inimagináveis; altos executivos do governo, quando não são presos por ordem judicial, são demitidos por envolvimento em falcatruas.

Milhões de reais – dinheiro pertencente ao povo- são desviados diariamente por aproveitadores travestidos de autoridades. E quando esses indivíduos são presos, por ordem judicial, os padrinhos vêm a publico e se dizem “ estarrecidos com a violência da operação da Polícia Federal”. Isto é apenas o início de uma estratégia usada por essas pessoas com o objetivo de desqualificar a correta atuação da polícia. Quando se prende um político ou alguém por ele protegido, é como mexer num vespeiro.

A providência logo adotada visa desviar o foco das investigações e investir contra o trabalho policial. Em tempos recentes, esse método deu tão certo que todo um trabalho investigatório foi anulado. Agora, a tática volta ao cenário.

Há de chegar o dia em que a história será contada em seus precisos tempos.

De repente, o uso de algemas em criminosos passa a ser um delito muito maior que o desvio de milhões de reais dos cofres públicos.

A Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal colocará todo o seu empenho para esclarecer o povo brasileiro o que realmente se pretende com tais acusações ao trabalho policial e o que está por trás de toda essa tentativa de desqualificação da atuação da Polícia Federal.

A decisão sobre se um preso deve ser conduzido algemado ou não é tomada pelo policial que o prende e não por quem desfruta do conforto e das mordomias dos gabinetes climatizados de Brasília.

É uma pena que aqueles que se dizem “estarrecidos” com a “violência pelo uso de algemas” não tenham o mesmo sentimento diante dos escândalos que acontecem diariamente no país, que fazem evaporar bilhões de reais dos cofres da nação, deixando milhares de pessoas na miséria, inclusive condenando-as a morte.

No Ministério dos Transportes, toda a cúpula foi afastada. Logo em seguida, estourou o escândalo na Conab e no próprio Ministério da Agricultura. Em decorrência das investigações no Ministério do Turismo, a Justiça Federal determinou a prisão de 38 pessoas de uma só tacada.

Mas a preocupação oficial é com o uso de algemas. Em todos os países do mundo, a doutrina policial ensina que todo preso deve ser conduzido algemado, porque a algema é um instrumento de proteção ao preso e ao policial que o prende.

Quanto às provas da culpabilidade dos envolvidos, cabe esclarecer que serão apresentadas no momento oportuno ao Juiz encarregado do feito, e somente a ele e a mais ninguém. Não cabe à Polícia exibir provas pela imprensa.

A ADPF aproveita para reproduzir o que disse o ex-ministro Márcio Thomaz Bastos: “a Polícia Federal é republicana e não pertence ao governo nem a partidos políticos”.

Brasília, 12 de agosto de 2011

Bolivar Steinmetz

Vice-presidente, no exercício da presidência

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    jose

    O delegado cometeu apenas um erro no seu artigo, por algema em criminoso não é delito. Pode até ser afronta aos que detem o poder no Brasil.

    Curtir

  2. Comentado por:

    Evanildo

    Se o direito existente nos EUA fosse o mesmo implantando aqui no Brasil, será se uma boa parte da população não estaria presa, incluindo os homens e mulheres que mandam na nação?

    Curtir

  3. Comentado por:

    pedro da silva

    Porque não se pede uma intervenção a nível mundial,do tipo Líbia,pela OEA,e, retira-se todos,sem distinção, todos os corruptos do governo, com tropas de elite da ONU,OEA,OTAN e todos os governos mundiais,que invadam e retirem “IMEDIATAMENTE”toda esta tropa de ladrões do nosso “BRASIL”.”ADEUS LADRÕES”! OEA,OTAN E ONU nos POLÍTI COS” ladrões, como na LÍBIA. ISTO AQUI É UMA “DEMOCRATURA”,ou seja ,sempre os mesmos(POLÍTICOS, entenda-se,Sarney’s,Tancredos,ACM’s e etc,etc.) no mesmo lugar, sempre!

    Curtir

  4. Comentado por:

    pedro da silva

    mundial,do tipo Líbia,pela OEA,e, retira-se todos,sem distinção, todos os corruptos do governo, Porque não se pede uma intervenção a nível com tropas de elite da ONU,OEA,OTAN e todos os governos mundiais,que invadam e retirem “IMEDIATAMENTE”toda esta tropa de ladrões do nosso “BRASIL”.”ADEUS LADRÕES”! OEA,OTAN E ONU nos POLÍTI COS” ladrões, como na LÍBIA. ISTO AQUI É UMA “DEMOCRATURA”,ou seja ,sempre os mesmos(POLÍTICOS, entenda-se,Sarney’s,Tancredos,ACM’s e etc,etc.) no mesmo lugar, sempre!

    Curtir

  5. Comentado por:

    hilda brants

    Não colocar algemas nos corruptos, conceder-lhes toda sorte de benesses para deixá-los leves, livres e soltos, isso sim é uma agressão a toda a sociedade.A desfaçatez e a impunidade já está formalizada no País, desde o advento do PT ao poder, só não vê quem não quer. De que adianta nos indignarmos, se onde deveriamos ser representados é que grassa a maior imoralidade? A Policia Federal e o Ministerio Publico são as únicas instituições sólidas e confiáveis,eles acusam e prendem, mas a justiça (justiça?) solta, parece até que o único esforço que faz é para sabotar. Até quando? Deus permita que esses valorosos policiais e delegados não esmoreçam, porque são eles que mantem a nossa esperança num país decente.

    Curtir

  6. Comentado por:

    Alberto

    Parabens à ANDPF; são as verdades que nós simples, não podemos dizer, mas Voces foram os nossos porta-vozes.

    Curtir

  7. Comentado por:

    Sandro

    Excelente texto! Tudo o que eu gostaria de ver publicado para toda a nação ler! Realmente é muito indignante ver o trabalho da polícia federal limitado pelos maiores bandidos do nosso país: os políticos corruptos. Parabéns a todos aqueles que batem de frente, colocando muitas vezes a própria vida em risco, para fazerem do Brasil um país mais justo, igualitário e honesto.

    Curtir

  8. Comentado por:

    Joel Poddixi

    Gostei muito a policia e o exercito deveria divulgar muito mais pois o povo brasileiro parece que esta dormindo vamos mostrar que no brasil ainda tem muita gente Honesta

    Curtir