Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Os alquimistas do Datafolha acabam de exterminar mais de 800 mil manifestantes

Atualizado às 17h40 Na sexta-feira, a Polícia Militar constatou que 12 mil pessoas participaram da manifestação organizada por centrais sindicais e pelo MST para defender o emprego de Dilma Rousseff e a impunidade dos companheiros bandidos do Petrolão. O Datafolha, amparado em alguma metodologia revolucionária, enxergou um rebanho com 41 mil cabeças. Neste domingo, a […]

Atualizado às 17h40

Na sexta-feira, a Polícia Militar constatou que 12 mil pessoas participaram da manifestação organizada por centrais sindicais e pelo MST para defender o emprego de Dilma Rousseff e a impunidade dos companheiros bandidos do Petrolão. O Datafolha, amparado em alguma metodologia revolucionária, enxergou um rebanho com 41 mil cabeças.

Neste domingo, a PM constatou que 1 milhão de brasileiros participaram da manifestação contra o governo lulopetista promovida em São Paulo. O cálculo foi endossado por vídeos, fotografias e olhares capazes de ver as coisas como as coisas são. Ninguém discordou ─ à exceção do Datafolha. Onde até um bebê de colo viu 1 milhão de seres humanos os alquimistas do instituto contabilizaram 210 mil.

Imediatamente, uma jornalista da Globonews fez a advertência: algum sherloque do Planalto logo estaria insinuando que os cálculos da PM são ditados pelo governador tucano Geraldo Alckmin. Muito bem lembrado. Mas a Polícia Militar, no começo da noite, liquidou a conversa fiada com a seguinte NOTA DE ESCLARECIMENTO:

“A Polícia Militar, a respeito da grande manifestação popular realizada nesta data (15/03), na região da Avenida Paulista, ratifica suas estimativas de público em aproximadamente 1 milhão de pessoas, de acordo com a aplicação de sua ferramenta tecnológica “COPOM ON-LINE”, que utiliza recursos de mapas e georreferenciamento, baseadas nas imagens aéreas colhidas por um dos helicópteros Águias, determinando a extensão principal da manifestação, bem como, a ocupação das ruas adjacentes adotando como parâmetro de cálculo, naquele momento, de 5 pessoas por metro quadrado. A estimativa, apurada por volta de 15h40min, considerou a extensão da Avenida Paulista, da Praça Oswaldo Cruz até a Rua da Consolação, considerando ainda a ocupação das ruas adjacentes e paralelas, além do Vão Livre do MASP”.

O Brasil anda implorando pela criação de um instituto especializado na contagem de imbecis, sabujos e trapaceiros. É uma espécie em expansão. Talvez já não caiba na Avenida Paulista.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    RobertoS.

    Ah, lembrei de um ocorrido no meio da multidão.
    Tinha um ” drone ” contratado pelo Datafolha que estava
    contando os participantes. Num dado momento, num voo
    rasante,acabou caindo e chegou a machucar uma pessoa.
    E por ter quebrado, a contagem foi paralisada.
    Só pode ser essa a justificativa p/a números tão ridículos.

    Curtir

  2. Comentado por:

    EduardoCap

    Que discussão besta, Augusto! É só perguntar para a Dilma que a resposta estará na ponta da língua: “óia pro cê vê, pelo que eu vi tinha pelo menos um trilhão de manifestantes….ah…como é? Não é trilhão não?! …ah…tá certo…é bilhão…então, tinha pelo menos um bilhão e 300 mil…”.

    Curtir

  3. Comentado por:

    Eduardo George Reid

    Boa tarde! Matemática explica muito…
    Sendo muito otimista e não considerando espaços ocupados por arvorés e construções “menores” o total da área da Praça da Sé, e seu entorno “direto”, seriam de aproximadamente 44.000m².
    Sendo pessimista a área da Avenida Paulista, e seu entorno “direto” é de aproximadamente 115.000m² (nos seus quase 2.700 metros de extensão).
    Considerando que TODOS os espaços da “Praça da Sé” estavam ocupados e segundo o DATAFOLHA foi o maior movimento Politico em São Paulo e colocou 400.000 pessoas a razão de 9 pessoas por metro quadrado…
    Considerando igualmente a mesma razão aplicada por metro quadrado, contudo tendo apenas em metade da área (calculo pessimista) da Avenida Paulista sendo ocupada, ainda teríamos 57.500m², ou seja, 517.500 pessoas.
    Porém e contudo (rsrs) sabendo e comparando com a parada gay realizada na mesma região da Avenida Paulista e que ocupou uma menor área que o movimento do dia 15/03/2015 e o mesmo DATAFOLHA apontou como mais de Um milhão de pessoas… Então, como explicar que 1 + 1 = 11 quando é a parada gay e quando é o movimento por aquilo que é correto, justo, honesto, aplica-se 1 + 1 = 2… Ah… Entendi… Aceitamos os 210.000, porque é justo e correto… Ok.. Obrigado… Errado, desonesto, mentiroso, …, esta nos numeros que o DATAFOLHA quer, juntamente com a corja do PT, CUT, etc..
    Senhores e Senhoras do DATAFOLHA… Vocês deveriam aprender um pouco de matemática… Ou será que vocês são do time dos IXPERTOS do PT, CUT, e outros… Voçes podem ser IXPERTOS mas esta na hora de mostrar inteligência.

    Curtir

  4. Comentado por:

    Edson Mauricio Duiarte

    É simples, grandes ilusionistas, como PT e DataFURIA ou DataFALHA, sabem esconder o elefante atrás da pulga.
    Nós e que não temos a capacidade de enxergar o que eles mostram………

    Curtir

  5. Comentado por:

    Rogério jorge

    Eu já andava desconfiadíssimo da folha/uol quando, perdendo meu tempo lendo o blog do Sakamoto, o qual inexplicavelmente defendia petralhismos e afins, vi que o ilustre autor também preside uma ONG( não, não é mera coincidência).
    Fui à manifestação do dia 15/03 de bike, então só contar passageiros do metro, ainda assim a estatística estaria subcalculada. Tal minha surpresa ao ver a conta do daptafolha/datadilma/datafalha… resumo da história: meu cérebro me vacinou inconscientemente!!!
    Ao ler/ouvir “de acordo com o datafolh…” meu cérebro já começa a bater panela e não presto atenção a mais nada que vem a seguir!!!!!
    É um boicote mental, inconsciente e altamente eficaz. Que se propague e vida curta ao pt!!!!

    Curtir

  6. Comentado por:

    Mauro Ferreira

    Perdão, mas vamos dar os nomes merecidos: O ‘instituto’ é o DataFalha, da Falha de São Paulo. E que eles e o resto da mídia chapa branca da qual fazem parte comecem a imaginar como vai ser a vida de quem tenta enganar tanto o povo que deveria servir depois que as pragas forem exterminadas. Nunca mais nos esqueceremos do PT. Nem de quem o apóia. Fica o recado.

    Curtir

  7. Comentado por:

    Pjezy

    Na verdade esses nº nunca serão certos e confiáveis, nem do Datafolha, nem da PM, muito menos os dos organizadores…
    Dá para usar até os nº da Parada Gay de ambos, a PM chegava em nºs que superavam 1,5 mi (!!!). Não me lembro de nenhuma pesquisa do datafolha falando de 1 milhão em parada gay, fizeram justamente o contrário, chegaram em uns 250 mil, calculando todo os espaço da av. imagino que os organizadores choraram pouco, kkkk, os da Marcha para Jesus também, de 5 milhões cairam para uns 300 mil no máx no datafolha..
    Depois de 2012, os números na paulista nunca mais foram os mesmos, nem os da PM, me pergunto o que eles faziam para enxegar mais de 2 milhões numa parada gay, sendo que hoje eles não veem nem 500 mil no mesmo local, pior mesmo só os organizadores. Eu só rio, em 2012 ri demais, kkkkkkk.

    Curtir

  8. Comentado por:

    Andy Beguito

    Tá na cara que essa pesquisa do Datafolha é tendenciosa a favor do governo! Vamos nos lembrar disso seus traidores desgraçados.

    Curtir

  9. Comentado por:

    Adriana

    Segundo o site o antagonista, o MBL contratou um empresa israelense para calcular o número de manifestantes na paulista e ela fez o cálculo baseado nos sinais de celulares. O resultado: 1.480.000 pessoas com sinais de celulares (ou seja, pode ser ainda maior se contar que alguns estavam sem sinal de celular, não?).

    Curtir

  10. Comentado por:

    Max Edgar Ting

    O datafolha publica apenas a quantidade de pessoas que cabem em um determinado local por amostragem de densidade por metro quadrado. Esse método eh limitado uma vez que não leva em conta que nem todos os manifestantes permanecem na local todo o período. Em outras palavras, existe um alto grau de rotatividade que não esta sendo levado em conta. Para poder ter uma estimativa mais precisa de quantidade de pessoas distintas que participaram teria que efetuar pesquisa de permanência nas manifestações assim como levar em conta a quantidade estimada de pessoas por metro quadrado desde o inicio da manifestação ate o final.

    Curtir