Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Omissão relevante

“Fiz uma cirurgia de hemorroida. Foi só essa cirurgia e minha esposa fez um check-up. Mas foi autorizado, passou antes por uma junta médica e foi feito. Acho que o Senado que pagou, né?” Expedito Júnior, ex-senador pelo PSDB de Rondônia, cassado em 2009 sob acusação de compra de votos e abuso de poder econômico, […]

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 04h17 - Publicado em 11 mar 2014, 02h05

“Fiz uma cirurgia de hemorroida. Foi só essa cirurgia e minha esposa fez um check-up. Mas foi autorizado, passou antes por uma junta médica e foi feito. Acho que o Senado que pagou, né?”

Expedito Júnior, ex-senador pelo PSDB de Rondônia, cassado em 2009 sob acusação de compra de votos e abuso de poder econômico, sobre o reembolso de R$ 19.238,6 que recebeu por um tratamento médico que fez em 2012, esquecendo-se de que quem bancou não foi o Senado, mas os brasileiros que pagam impostos.

Publicidade