Clique e assine a partir de 8,90/mês
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Oliver: ‘O fim de uma era’

VLADY OLIVER Enquanto o candidato Aécio Neves mostrava preparo, elegância e determinação para vencer e convencer no debate realizado pela Globo, uma foto postada no Coturno do Coronel simboliza o retrato acabado do que é o PT e sua corja de vagabundos. É uma foto do prédio do Grupo Abril, escandalosamente vandalizado por criminosos acobertados […]

Por Augusto Nunes - Atualizado em 31 jul 2020, 02h46 - Publicado em 25 out 2014, 01h06

VLADY OLIVER

Enquanto o candidato Aécio Neves mostrava preparo, elegância e determinação para vencer e convencer no debate realizado pela Globo, uma foto postada no Coturno do Coronel simboliza o retrato acabado do que é o PT e sua corja de vagabundos. É uma foto do prédio do Grupo Abril, escandalosamente vandalizado por criminosos acobertados nas milícias porcas financiadas e apoiadas por esta quadrilha que insiste em querer nos desgovernar por mais quatro insuportáveis anos totalitários e fundamentalistas.

Atacam o mensageiro pela gravidade da mensagem. Querem esconder do povo brasileiro o tamanho de suas maracutaias. A VEJA não é governo, meus caros. Não é órgão público. É uma empresa privada, como a sua casa e a minha, caro eleitor indeciso. Dá pra entender o tamanho da afronta e a virulência dos ataques que fazem às nossas liberdades?

Eu mesmo já tive que suportar o petê enviando um carro de som para a porta do condomínio onde moro – um condomínio residencial particular – para fazer o maldito proselitismo de sempre sob o pretexto de conclamar a vigilância privada de nosso conjunto residencial. A polícia foi chamada para restabelecer a ordem, miseravelmente conspurcada por esta camorra aboletada no poder.

Essa gente é contra o Brasil decente. Contra a propriedade privada. Contra a livre iniciativa. Contra a liberdade de expressão. Dessa gente emana um fedor insuportável do autoritarismo mais tacanho, mais canhestro e mais perigoso. Você tem a chance de deletar essa camorra do poder no domingo, caro eleitor. Pela via democrática. Pela exaustão. Pela indignação que essa gente causa em seres decentes. Faça a sua parte.

Há muito que isso extrapolou de um simples briga de torcidas capitaneadas por times diferentes. Eles querem o direito de continuar a roubar no jogo. Comprar o juiz. Aparelhar o campo. Amordaçar nossa democracia. Enganar os incautos. Você pode fazer a diferença, cidadão.Limpe essa sujeira em que se transformou nossa política. Tire esses vagabundos do poder no domingo. É a chance de ser honesto com o seu país. Pense bem na borrada que você dará na urna neste dia histórico. Depois disso, você pode não ter um país para voltar pra casa.

Continua após a publicidade
Publicidade