Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

O que ainda falta para a demissão?

O rosto pálido, as mãos trêmulas, os lábios secos, a voz gaguejante, os pigarros interrompendo a frase como vírgulas bêbadas, a impossibilidade de consumar o gesto de agarrar o copo d’água ─ os incontáveis sintomas de nervosismo bastariam para transformar a entrevista concedida por Antonio Palocci à TV Globo numa confissão de culpa. Mas o […]

O rosto pálido, as mãos trêmulas, os lábios secos, a voz gaguejante, os pigarros interrompendo a frase como vírgulas bêbadas, a impossibilidade de consumar o gesto de agarrar o copo d’água ─ os incontáveis sintomas de nervosismo bastariam para transformar a entrevista concedida por Antonio Palocci à TV Globo numa confissão de culpa. Mas o conteúdo foi pior que a forma: o chefe da Casa Civil não explicou nada. Enredou-se em fantasias desconexas, negou-se a revelar os nomes dos clientes, confundiu-se com números e porcentagens, buscou refúgio na amnésia malandra, inventou a única empresa do mundo que ganhou mais dinheiro quando resolveu fechar as portas. Palocci naufragou num palavrório tão raso que, na imagem de Nelson Rodrigues, uma formiga conseguiria atravessá-lo com água pelas canelas.

Em 17 de julho de 2005, levado às cordas pelo escândalo do mensalão, o presidente Lula fez de conta que aprendera a lição antiga como o mundo: “A desgraça da mentira é que, ao contar a primeira, você passa a vida inteira contando mentiras para justificar a primeira que você contou”, constatou numa entrevista ao Fantástico. “Trabalhar com a verdade é muito melhor”. O problema é que a verdade é incompatível com mitômanos e megalomaníacos. Portador das duas patologias, Lula seguiu contando um mentira atrás da outra. No momento, jura que o mensalão nem existiu.

Em 2006, no depoimento à Corregedoria do Senado, o caseiro Francenildo Costa repetiu, com sinceridade, a lição que Lula declamou por esperteza: “O lado mais fraco não é o do caseiro, é o da mentira”, ensinou a vítima de Palocci. “Duro é falar mentira que você tem que ficar pensando. A verdade é fácil”.  Como Lula, Palocci foi longe demais para reconciliar-se com a verdade. Vai seguir mentindo até a queda, que só falta agora ser formalizada.

Se foram essas as explicações oferecidas à Procuradoria-Geral da República, Roberto Gurgel não pode alegar que ainda não conseguiu enxergar com nitidez um traficante de influência instalado na chefia da Casa Civil.  Se o que tem a dizer é o que disse à Globo, a presidente Dilma Rousseff tem o dever de demiti-lo imediatamente. O que não pode ser repetido é o embuste desta sexta-feira.

Os brasileiros honestos não merecem ver pela segunda vez na TV,  protagonizando o espetáculo do cinismo mal ensaiado, o homem que não merecia uma segunda chance.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    Fabiano Muniz

    Augusto,
    a enquete do Lula foi uma sacada muito boa e criativa, porém, ruim é ter que votar nela. Não há opção razoavel.

    Curtir

  2. Comentado por:

    Fabiano Muniz

    Augusto,
    você nunca publica os comentários imbecis dos milicianos. Porque está publicando os dessa Renata, que são conversas pra boi dormir. Se é pra publicar alguma coisa deles, acredito que tem uns bem mais bizarros e cômicos. As vezes é interessante ver o tanto que eles são burros, pirados. doentes e cegos. Ainda mais quando você responde aos comentários deles.
    Fabiano, publico todos os comentários que não são apenas amontoados de ofensas, insultos, pura conversa de cortiço. Só corto o que é impublicável. O vocabulário da cambada é muito pior que o de bordel de antigamente. abração

    Curtir

  3. Comentado por:

    luis renato

    Vai ter uma hora que nem o chefe da quadrilha vai poder defender o meliante. Senão a coisa pega pro lado dele tambem. A propósito porque o lula se mandou do pais na hora que o amiguinho mais precisava de seu apoio? hein hein?

    Curtir

  4. Comentado por:

    luis renato

    Ele só vai sair quando o glupelho estever em risco, do contrario ele vai resistir até o ultimo segundo . A boquinha é muito rica prá ele abandonar sem luta. Essa petrahada é uma mafia que deixa a cossa nostra ruborizada.

    Curtir

  5. Comentado por:

    Oliver

    RENASCIDOS DO INFERNO
    É tão difícil acreditar na existência de uma Renata quanto é difícil acreditar na existência de uma Dilma ou de um Palócio. O que há de comum entre os três é que todos foram minunciosamente fabricados nas brechas podres de nossa democracia. Importa pouco se a dona foi fabricada deste ou do outro lado da trincheira; o problema é o método de fabricação, falso como uísque escocês de Assunción. Reparem no método de dissimulação, que é o mesmo usado pelo ministro artilheiro ou seu ex-chefe boquirroto; ela cita os 44 milhões, o que deve ser uma alusão ao meu comentário anterior, mas como ela finge que “o que vem debaixo dela não me atinge” ela nem chega a ensaiar algum argumento sólido para o seu “falar para as paredes”. É o método dessa gente, que serve tanto para um discurso malufista quanto para uma defesa palociana, um devaneio dilmista ou um comentário renatista. Notem o “lugar comum tucano”, “presidenta” e “midiático”, termos que comprovam que a dona é iniciada no manejo das palavras de ordem da quadrilha. Para quem não sabe, “orar” e “rezar” são termos usados para diferenciar os católicos dos neo-evangélicos. Eles se identificam pelo uso de palavras-chaves e conceitos idem. Esta, ao contrário dos demais milicianos, tropeça nas “ideia” mas não tropeça na língua. Supostamente é instruída. Resta saber se ela come a mortadela servida pelo politburo petralha ou se apenas mastiga e cospe, mimetizando os conceitos da quadrilha por osmose mesmo. Que ela é uma invenção, disso eu não tenho a menor dúvida. O problema mesmo é aquela outra, uma invenção muito mais perigosa para nossa democracia e que um bando de incautos a colocou naquela cadeira para esquentar o lugar do virgulino. Vade Retro, Satanazes !!!

    Curtir

  6. Comentado por:

    rebeca

    a renata vive no pais registrado em cartorio pelo lula

    Curtir

  7. Comentado por:

    Elvira

    Só falta o Ministério Público criar coragem.

    Curtir

  8. Comentado por:

    SHELLSCOTT

    Saíente Augusto.
    Se ocorrer DEMISSÃO e PRISÃO de todos os CORRUPTOS ou VENDILHÕES do Brasil varonil, Brasília e algumas capitais vão ficar desertas.
    Como diz a música: SE GRITAR PEGA LADRÃO NÃO FICA UM MEU IRMÃO”.
    Infelizmente, SEM SOLUÇÃO, Caro Augusto.

    Curtir

  9. Comentado por:

    EXTREMA DIREITA

    SE O ROBERTO GURGEL NÃO ENCONTRAR MAIS INDÍCIOS SOBRE O PALLOCCI DEVE AFASTAR-SE E SUBMETER-SE A UMA CIRURGIA DEc CATARATA URGENTE

    Curtir

  10. Comentado por:

    djanira

    Está faltando só polícia.

    Curtir