Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

O prefeito que governa de joelhos e o ‘senhor executivo’ descoberto por Orlando Silva

“Ricardo Leyser é um senhor executivo”, acha o prefeito Eduardo Paes. O ministro Orlando Silva concorda. Depois de promover a secretário nacional de Esporte de Alto Rendimento o camarada que conheceu em reuniões do PCdoB, Silva transformou-o em Secretário Executivo do Comitê de Gestão das Ações Governamentais nos Jogos Pan-Americanos de 2007 ─ o palavroso codinome que agora designa o velho chefe da tesouraria. O […]

“Ricardo Leyser é um senhor executivo”, acha o prefeito Eduardo Paes. O ministro Orlando Silva concorda. Depois de promover a secretário nacional de Esporte de Alto Rendimento o camarada que conheceu em reuniões do PCdoB, Silva transformou-o em Secretário Executivo do Comitê de Gestão das Ações Governamentais nos Jogos Pan-Americanos de 2007 ─ o palavroso codinome que agora designa o velho chefe da tesouraria. O ministro gostou tanto do desempenho do afilhado que o escolheu para representar o governo federal no comitê organizador dos Jogos do Rio. Muito justo, endossou Eduardo Paes: “Ele coordenou todo o Pan-americano, fez um belo trabalho”, disse o prefeito.

Ambos com o olhar deformado pela estética da bandidagem, é compreensível que o ministro da tapioca e o ex-tucano que vendeu a alma para virar prefeito vejam belos trabalhos em performances criminosas. Nesta terça-feira, baseado em provas copiosas e irrefutáveis aglomeradas em dois processos, o Tribunal de Contas da União ordenou a Leyser e sua turma que devolvam aos cofres públicos os R$ 18,4 milhões que saíram pelo ralo das despesas superfaturadas e dos pagamentos por serviços não prestados.

Um dos processos documenta o sumiço de R$ 16 milhões “na montagem das estruturas provisórias dos Jogos Pan-americanos”. O segundo radiografa o superfaturamento dos serviços de hotelaria e infra-estrutura da Vila Olímpica, produzido por Leyser em parceria com um consórcio liderado pela empresa JZ Engenharia. Só um senhor executivo, excepcionalmente preciso e bastante imaginoso, conseguiria gastar exatos R$ 390.694,34 no item “montagem de cadeiras”, ou R$ 876.262,40 em “instalação de persianas”. O “total corrigido” da gastança somou R$ 2.740.402,54. O TCU quer todo o dinheiro de volta. O prefeito acha que a cobrança é “precipitada”.

Não pensava assim o deputado tucano Eduardo Paes, informa uma entrevista publicada em agosto de 2006. “O conjunto de escândalos que envolvem o governo é tanto, e a desfaçatez dos principais atores envolvidos neles tão grande, que às vezes parece que a CPI não conseguiu ainda provar muita coisa”, indignou-se o parlamentar carioca. “Comprovamos o mensalão com cópia de recibo e tudo. Como é que o Lula ainda tem coragem de negar?”. O prefeito eleito pelo PMDB tem coragem de negar que sobram provas contra Ricardo Leyser.

“O TCU apontou algumas irregularidades, que estão sendo investigadas. A gente tem que ter muita calma antes de sair apontando o dedo para as pessoas”, acaba de recomendar o mesmo Eduardo Paes que colocou sob suspeição negócios muito lucrativos do Primeiro-Filho e acusou o presidente da República de fazer de conta que desconhecia a movimentação de bandidos amigos nas salas ao lado. Disposto a tudo para chegar à prefeitura, o ex-deputado pediu perdão por escrito a Marisa Letícia e ajoelhou-se aos pés de Lula. É improvável que volte a ficar de pé, sugere o palavrório sobre Leyser.

“Ele tem de continuar no comitê organizador”, insiste. Entre janeiro e agosto deste ano, no papel de cabo eleitoral do Rio, o prodigioso multiplicador de zeros consumiu R$ 230 mil em diárias de viagens. E daí?, acha Paes, convencido de que  “a participação dele é fundamental na construção dos Jogos. A  “construção” está orçada em R$ 26 bilhões. Por enquanto.

“Claro que Lula sabe quem é Delúbio Soares”, vivia repetindo o deputado Eduardo Paes. Claro que o prefeito sabe quem é Ricardo Leyser. É um senhor vampiro homiziado num cargo de direção do grande banco de sangue. E continua ao lado de um dos cofres mais cobiçados do ministério que, sob a gerência de Orlando Silva, serve aos interesses do Partido Comunista do Brasil,.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    cidadão comunizado pelo PT

    Para o PAN 2007 assumiram o compromisso de construir o METRÔ até a BARRA DA TIJUCA no RIO DE JANEIRO-RJ… foi um vexame. Nem se sabe se o METRÔ chegará lá em 2016, hoje usar o METRÔ no RIO é um INFERNO, pois criaram o bilhete único nas vésperas das eleições sabendo que não havia estrutura de composições e horários para atender a demanda vinda dos trens suburbanos. Hoje, é um desrespeito com as pessoas empurrarem passageiros em excesso para dentro dos vagões, espremendo umas pessoas contra as outras… (www.forametrorio.com.br) as autoridades só estão preocupadas com os camarotes luxuosos, helicópteros seguros, hotéis de luxo, tudo grátis… o povinho chinfrim que se dane e, como se danam, o RJ tem 70.000 mandados de prisão não cumpridos e 96% dos processos de homicídios são arquivados por absoluta falta de investigação policial e leniência da “LEI” com criminosos. O RJ nem presídio federal de segurança têm, nem cadeias com vagas suficientes para trancafiar marginais. O turista da COPA e das OLIMPÍADAS que arriscar andar na cidade maravilhosamente criminosa corre sério risco de não voltar para casa, ou passar o constrangimento de ver crianças pobres nas calçadas e exploradas por falsos-mendigos. Voltando as “autoridades”, elas não estão preocupadas com os pobres miseráveis, até os camarotes são fechados e muita segurança pra eles, pois o cheiro de pobre pode incomodá-los. Ah! ia me esquecendo, o transtorno na vida do cidadão que mora no RIO que, trabalha e usa transportes públicos e as vias urbanas, calçadas, ou seja, a rotina do dia-a-dia: segurança no RIO é escolta para “autoridades” e FECHAR RUAS PARA DAR PRIORIDADE a passagem do veículo “OFICIAL”. UM exemplo é a Av. Presidente Vargas, pela largura, o pedestre (milhares de pessoas ao longo do dia) tem pouco tempo para travessia na faixa, o tempo exato para passar em passo acelerado, dá para imaginar o fechamento para autoridades 20 minutos antes do carro se aproximar. FALAR EM LEGADO DOS JOGOS E OLIMPÍADAS É PIADA, OLIMPIÁDAS para o carioca que vive 365 dias por ano, neste INFERNO.

    Curtir

  2. Comentado por:

    FM

    Foi deprimente a falta de caráter documentada de Eduardo Paes. Quanto a Sergio Cabral Filho, está pagando caro e se sentindo traído no banho-maria do pré-sal, depois de tanta babação de ovo. A sorte desses dois é que o eleitor carioca não é ligado em política e vota num treme4ndo oba-oba carnavalesco.

    Curtir

  3. Comentado por:

    Angelo

    Senhores,é um desrespeito que fazem ao povo deste
    País,e a Pátria,essas figuras nojentas,enxovalhadas
    de estrumes das imoralidades praticadas,se estePaís
    fosse sério,assim como seus orgãos de justiça,esses
    estariam na cadeia que é o lugar merecido,e ainda
    querem impor ao povo um imposto para a Saúde.!!

    Curtir

  4. Comentado por:

    Turco

    É incrível a capacidade que têm esses polícos para mentir. Pior é que o povão aceita bovinamente.

    Curtir

  5. Comentado por:

    joao bosco sborinho

    Gostaria de saber pra q serve TCU.Aponta irregularidades e não acontece nada.Vem prestação de conta dos governandes desaprova depois fica na tal resalva. Me engana q eu gosto.E outro orgão q so da despesas para o Pais.Nunca um politico foi condenado pelo TCU. fUI

    Curtir

  6. Comentado por:

    Airton

    E é algo que sempre me pergunto : o que impede os partidos de oposição fazerem o que você faz neste texto e deixar a população julgar o caráter ou a falta de alguns políticos.

    Curtir