Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

O preço do silêncio

“Ele pode não falar nunca, é um direito que ele tem”. Márcio Thomaz Bastos, advogado de Carlinhos Cachoeira, que cobrou R$ 15 milhões para repetir ao generoso cliente o mesmo conselho que deu a Lula, de graça, quando explodiu o escândalo do mensalão: fazer de conta que não sabe de nada, ficar sem voz quando […]

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 08h47 - Publicado em 24 Maio 2012, 02h52

“Ele pode não falar nunca, é um direito que ele tem”.

Márcio Thomaz Bastos, advogado de Carlinhos Cachoeira, que cobrou R$ 15 milhões para repetir ao generoso cliente o mesmo conselho que deu a Lula, de graça, quando explodiu o escândalo do mensalão: fazer de conta que não sabe de nada, ficar sem voz quando alguém tocar no assunto e só abrir o bico daqui a alguns anos, para jurar que foi vítima da imprensa golpista e de gente que não se conforma com o progresso do Brasil.

Publicidade