Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

O pássaro da liberdade, o corvo cúmplice e o jaleco tarado

Acusado por 39 mulheres de 56 estupros, o médico Roger Abdelmassih, que está em cana, pediu reforço ao ex-ministro Márcio Thomaz Bastos. Quer que o criminalista reforce sua defesa. A informação publicada na edição de VEJA desta semana, na seção Panorama, assinada por Felipe Patury, poderia ser anexada sem retoques ao texto postado dia 29 no Direto ao Ponto. A […]

Acusado por 39 mulheres de 56 estupros, o médico Roger Abdelmassih, que está em cana, pediu reforço ao ex-ministro Márcio Thomaz Bastos. Quer que o criminalista reforce sua defesa. A informação publicada na edição de VEJA desta semana, na seção Panorama, assinada por Felipe Patury, poderia ser anexada sem retoques ao texto postado dia 29 no Direto ao Ponto. A escolha do advogado, constata o título, é tão reveladora quanto a confissão.

Abdelmassih nem precisou abrir a boca para admitir que se meteu em delinquências de bom tamanho. Fez isso no momento em que contratou o  advogado José Luiz Oliveira Lima, cuja lista de clientes cinco estrelas impunes é encabeçada por José Dirceu. Com o pedido de socorro a Márcio Thomaz Bastos, que salvou o governo do naufrágio anunciado pelo escândalo do mensalão, o jaleco tarado está reconhecendo que a coisa foi ainda mais feia do que parece.

Há quatro anos, com muita ênfase e sem qualquer constrangimento, Oliveira Lima vem jurando que  Dirceu não fez nada de errado e que o mensalão não existiu. Em meados de 2005, quando o grande escândalo explodiu, Thomaz Bastos licenciou-se oficiosamente do Ministério da Justiça para concentrar-se na missão de livrar da gaiola a quadrilha federal. Ele também afirma que o mensalão é fruto da imaginação dos eternos descontentes.

Foi Thomaz Bastos quem rebatizou o velho caixa 2 de “recursos não contabilizados”. Foi ele quem aconselhou o presidente Lula a argumentar que a turma só fizera o que todo mundo faz. Vai formar uma dupla e tanto com Oliveira Lima. Já na entrevista de estreia, o doutor que garante a Dirceu o direito de ir e vir foi logo avisando que o estuprador não estuprou. Em parceria com o camisa 10, pode descobrir que Abdelmassih, além de não ter molestado ninguém,  foi assediado por 39 mulheres. Resistiu a todas. Elas querem vingança.

Todo acusado tem direito à ampla defesa. Onde houver um réu, haverá um advogado. Mas uma coisa é oferecer justificativas para o crime, ou apresentar atenuantes que abrandem a punição. Outra é fabricar mentiras, ou forjar acrobacias e trucagens para simular que o assassino não matou, que o ladrão não roubou, que o estuprador não estuprou ─ e, se possível, transferir a culpa para a vítima.

Um criminalista que jura ser inocente o freguês cujos delitos conhece em detalhes não é o pássaro da liberdade que os grandes juristas enxergam no advogado de defesa. É  o corvo cúmplice.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    João Luís Costa

    Augusto, com o Marcio Thomaz Bastos, sem dúvida a defesa partirá para a tese que as mulheres que acusam o médico tinham, na verdade, um desejo não-contabilizado. Aí, ficará tudo muito mais fácil.

    Curtir

  2. Comentado por:

    Nando Esposito

    Jurisprudencia não lhe faltará. So basta colar o patetico tratado dos índicios e contra-índicios do grande constitucionalista Gilmar Ferreira Mendes, que despudoradamente puxou a fila que absolveu Antonio Palocci
    nandoesposito, 34anos, SP.

    Curtir

  3. Comentado por:

    Luiza

    Augusto
    No brasil sempre se condena a vítima: quem mandou está no lugar errado na hora errada em que o réu estava prejudicado por um estrabismo momentâneo?
    Todos os advogados são de porta de cadeia com a chave na mão para inocentar os “supostos” acusados por vítimas que não tem mais o que fazer a não ser acusar pessoas idôenas…

    Curtir

  4. Comentado por:

    BOB BRUZA

    Muitos juristas e pouca justiça os males do Brasil são.

    Curtir

  5. Comentado por:

    jcafonso

    Augusto Nunes,
    Ele nao precisa de gastar muito.
    Eh so conseguir que o julgamento seja feito no Conselho de Etica da Camara ou do Senado, no STF (ou qualquer S), na AGU (qualquer uma), ou ir levando com a barriga, de vistas em vistas, prorrogacoes e prorrogacoes, instancias e instancias, ate morrer aos 99.
    Suas vitimas ja morreram e morrem um pouquinho mais a cada dia.
    Humilhante!
    Como uma mulher pode ser PETISTA no Brasil?

    Curtir

  6. Comentado por:

    DEDO NA FERIDA

    Márcio “Topa-Tudo-Por-Dinheiro” Thomaz Bastos é gente, a meu ver, da pior espécie. A análise de sua vida pregressa me dá a certeza de que tenho razão. Roger Abdelmassih, pela profissão que exercia e o que fez no exercício dela, é figura hedionda. Temos aí uma dupla que se merece. Claro está que vão chegar a um acordo financeiro e a defesa de Abdelmassih estará entregue a Thomaz Bastos que, como Batocchio, conhece os meandros da justiça e aprivisionará os dólares necessários para que os julgadores aceitem a sua verdade. Mais uma vez, como no caso Palocci, a injustiça triunfará.
    Que se previnam as vítimas do Dr. Roger porque, num segundo momento, serão processadas por denunciação caluniosa pelo Dr. Thomaz Bastos.

    Curtir

  7. Comentado por:

    Mauro

    Caro democrata Augusto Nunes, não entendi seu texto.
    Com a estranhíssima conexão feita em seu texto, você estaria sugerindo que o médico, cujos crimes são, por certo, bárbaros, não tenha direito a advogado, e seja jogado em uma masmorra sem julgamento, ou que Zé Dirceu é um estuprador?
    Não estou sugerindo nada, caro Mauro. Estou afirmando, muito claramente, que todo réu tem direito a um advogado, mas o advogado não pode mentir. Como não podem mentir as testemunhas, o juiz, o promotor e os jurados. Zé Dirceu já fez muita bandalheira, mas não estuprou ninguém. Onde você leu isso? Releia o texto, pls. abraços, Augusto

    Curtir

  8. Comentado por:

    João Fernandes

    Por favor, me explique qual seu embasamento para dizer que o advogado não pode mentir?
    Explique você primeiro o que “embasamento”. E diga se nunca ouviu na infância algum parente avisando que não se deve mentir. Se nunca ouviu, você é irrecuperável.

    Curtir

  9. Comentado por:

    J.B.CRUZ

    Prezado:Augusto..Já que rico não vai para a cadeia e o Dr. Bastos vai fazer a defesa, gostaria de deixar um alerta para o Sr. Roger Abdelmassih..Ao se ver livre,saia imediatamente do País porquê essas senhoras ultrajadas não são pobres e sim classe média-alta e pelo menos um desses maridos enganados vai querer fazer justiça com as próprias mãos..Aguardem….

    Curtir

  10. Comentado por:

    Marcos Araújo

    Prezado Augusto.
    Seguindo seu raciocínio, os advogados de Daniel Dantas são seus cumplices, pois o que eles alegam é que todas as acusações são falsas.

    Curtir