Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

O Lula americano

“Dilma, você compreende, não sei de tudo, essas coisas passam. Entre nós dois, não ganhamos nada, só perdemos”. Dilma Rousseff, reproduzindo a políticos amigos o que teria ouvido de Barack Obama durante a reunião do G-20, numa tentativa de convencer a turma de que, como o padrinho Lula, presidentes da República nunca sabem de nada.

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 05h25 - Publicado em 11 set 2013, 16h42

“Dilma, você compreende, não sei de tudo, essas coisas passam. Entre nós dois, não ganhamos nada, só perdemos”.

Dilma Rousseff, reproduzindo a políticos amigos o que teria ouvido de Barack Obama durante a reunião do G-20, numa tentativa de convencer a turma de que, como o padrinho Lula, presidentes da República nunca sabem de nada.

Publicidade