Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

O dicionário informa que é Lewandowski quem deve pedir desculpas pela chicana

ATUALIZADO ÀS 11:37 Ricardo Lewandowski:  “Presidente, nós estamos com pressa do quê? Nós queremos fazer justiça”. Joaquim Barbosa: “Nós queremos fazer nosso trabalho. Não chicana, ministro”. Ricardo Lewandowski: “Vossa Excelência está dizendo que estou fazendo chicana? Eu peço que Vossa Excelência se retrate imediatamente”. Joaquim Barbosa: “Não vou me retratar, ministro”. Se o temperamento não […]

ATUALIZADO ÀS 11:37

Ricardo Lewandowski:  “Presidente, nós estamos com pressa do quê? Nós queremos fazer justiça”.

Joaquim Barbosa: “Nós queremos fazer nosso trabalho. Não chicana, ministro”.

Ricardo Lewandowski: “Vossa Excelência está dizendo que estou fazendo chicana? Eu peço que Vossa Excelência se retrate imediatamente”.

Joaquim Barbosa: “Não vou me retratar, ministro”.

Se o temperamento não falasse mais alto, Joaquim Barbosa poderia limitar-se a lembrar que toda justiça lenta é injusta. Mas não há motivos para retratações, informa o Dicionário Escolar da Língua Portuguesa editado pela Academia Brasileira de Letras. No verbete reservado ao substantivo feminino que, nesta quinta-feira, azedou de vez a discussão entre os dois ministros e provocou o abrupto encerramento da sessão do Supremo Tribunal Federal, chicana aparece com duas acepções:

1. Sutilezas capciosas da interpretação da lei nos processos judiciários. 2: Tramoia, trapaça, sofisma, ardil.

Para dispensar-se de desculpas, basta a Joaquim Barbosa avisar que usou a primeira acepção: desde o início do processo, Lewandowski não tem feito outra coisa além de valer-se de filigranas legais para interpretar a lei em favor de quem merece cadeia. Para continuar amuado, ele teria de invocar a segunda acepção. Nessa hipótese, correria o risco de ouvir de volta que quem interpreta textos legais capciosamente acaba percorrendo trilhas desmatadas por tramoias, trapaças, sofismas e ardis.

O revisor do mensalão  perdeu há muito tempo o direito de considerar intoleravelmente ofensiva a palavra usada por Joaquim Barbosa. Como constata o comentário de 1 minuto para o site de VEJA, ofensiva é a procissão de manobras destinados a adiar para o próximo ano, ou para o próximo século, o desfecho do processo aberto em agosto de 2007. Intolerável é ver um juiz do STF no papel de advogado de defesa em combate permanente pela revogação do castigo merecidamente imposto aos culpados.

Lewandowski não pode exigir retratação de ninguém. É ele quem deveria desculpar-se com os milhões de brasileiros que só exigem justiça.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    waldyr

    Caro, segundo as normas de publicação de comentários, textos escritos apenas em letras maiúsculas não são aprovados. Um abraço, Júlia Rodrigues. https://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/feira-livre/vejam-a-atualizacao-das-regras-da-coluna-para-a-liberacao-de-comentarios/

    Curtir

  2. Comentado por:

    Sonia

    Bem ponderando, Lewandowski é pior que todos – Lula, Falcão e mensaleiros; Renan e companheiros – sim, pois estudou, teve oportunidades, conviveu com pessoas cultas, pôde ler muito ( ou pelo menos deveria). Resolveu, conscientemente, cuspir sobre a ética e o dever, ao pôr-se ao lado dos indefensáveis. Deplorável.

    Curtir

  3. Comentado por:

    Jose Maria

    Infelizmente dowski segue a trilha do mal, os mensaleiros não estão na rua por força da lei Barbosa e demais justos da Suprema Corte. Tem ainda o agravante pouco comentado da denúncia contra dowski por contenção de documentos relativos a crime eleitoral cometido por Dilma Rousseff nas eleições de 2010. Cabe a MP levar também esse caso aos tribunais.

    Curtir

  4. Comentado por:

    Jorge

    O negocio é o seguinte… os ladroes estão por ai… e o tempo esta correndo, e o Dowiski so querendo retardar o processo.
    Acho essa cambada ordinária já deveria estar presa, afinal esta tudo provado….

    Curtir

  5. Comentado por:

    Flávio Mesquita

    Excelentes as colocações do colunista Augusto Nunes nesta matéria. Quem dera o povo pudesse entender e ter acesso mais abrangente a informações precisas como esta. Como pode o Sr. Levandowhisky, homem que teoricamente teria o dever de defender o povo, defender quem transgride as leis? O que será que ele leva a mais com isso? Caso de polícia.

    Curtir

  6. Comentado por:

    Maria Terzi Voltolino

    Lewandowski lamentavelmente anda na contra mão do POVO e da JUSTIÇA.
    Suas atitudes são decepcionantes e o povo se Revolta com quem deveria ser o primeiro a condenar esses CORRUPTOS

    Curtir