Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Neurônio pensador

Dilma Rousseff tenta explicar quem é Dilma Rousseff

Por Branca Nunes Atualizado em 30 jul 2020, 22h12 - Publicado em 1 ago 2016, 18h01

“Eu pensava: ‘O que vão imaginar de nós?’. O povo brasileiro não é aquilo. Por mais erros que tenhamos cometido e defeitos que possuamos, somos muito melhores do que aquelas pessoas que votaram em nome da mulher, do filho, da honra e do caráter de quem foi preso na semana seguinte. Senti um imenso desconforto ouvindo falarem aquelas barbaridades… mais do que desconforto, senti algo que não estou sabendo qualificar”. (Dilma Rousseff, a Assombração do Alvorada, premiando com três revelações os leitores da revista Marie Claire: 1) o neurônio solitário acha que consegue pensar, 2) só descobriu durante a votação do impeachment na Câmara quem eram os deputados que formaram a base alugada do seu governo durante cinco anos e 3) sente alguma coisa que está tentando dizer o que é)

Publicidade