Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Neurônio afetuoso

“Na mala deles não cabe o BRT, o aeroporto do Galeão. Não cabe o estádio do Maracanã. Agora, cabe o gesto de carinho, de afeto, de bem receber”. Dilma Rousseff, ao inaugurar parte do BRT Transcarioca e outras duas obras inacabadas no Rio de Janeiro, pedindo aos brasileiros que esbanjem simpatia e carinho para compensar as […]

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 03h45 - Publicado em 2 jun 2014, 17h40

“Na mala deles não cabe o BRT, o aeroporto do Galeão. Não cabe o estádio do Maracanã. Agora, cabe o gesto de carinho, de afeto, de bem receber”.

Dilma Rousseff, ao inaugurar parte do BRT Transcarioca e outras duas obras inacabadas no Rio de Janeiro, pedindo aos brasileiros que esbanjem simpatia e carinho para compensar as horas que os turistas estrangeiros perderão nos engarrafamentos que os cariocas conhecem há anos.

Publicidade