Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Missão cumprida

“Eleições concluídas são, para o Poder Judiciário Eleitoral, uma página virada. Não haverá terceiro turno na Justiça Eleitoral. Que os especuladores se calem”. Dias Toffoli, ministro da defesa do governo no Supremo, na diplomação da presidente reeleita, dando por encerrada a missão de cabo eleitoral de Dilma Rousseff disfarçado de presidente do TSE.

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 02h25 - Publicado em 21 dez 2014, 17h05

“Eleições concluídas são, para o Poder Judiciário Eleitoral, uma página virada. Não haverá terceiro turno na Justiça Eleitoral. Que os especuladores se calem”.

Dias Toffoli, ministro da defesa do governo no Supremo, na diplomação da presidente reeleita, dando por encerrada a missão de cabo eleitoral de Dilma Rousseff disfarçado de presidente do TSE.

Publicidade