Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Metamorfose ambulante (171)

“Quero dizer, com franqueza, que me sinto traído. Não tenho vergonha de dizer ao povo brasileiro que nós temos que pedir desculpas”. Lula, ao comentar o escândalo do mensalão em agosto de 2005. “Foi uma tentativa de golpe no governo. Foi a maior armação já feita contra o governo”. Lula, ao comentar o escândalo do […]

Por Augusto Nunes - Atualizado em 15 fev 2017, 09h13 - Publicado em 29 abr 2014, 11h27

“Quero dizer, com franqueza, que me sinto traído. Não tenho vergonha de dizer ao povo brasileiro que nós temos que pedir desculpas”.

Lula, ao comentar o escândalo do mensalão em agosto de 2005.

“Foi uma tentativa de golpe no governo. Foi a maior armação já feita contra o governo”.

Lula, ao comentar o escândalo do mensalão em novembro de 2009.

“Quando sair do governo vou desmontar a farsa do mensalão”.

Lula, ao comentar o escândalo do mensalão em novembro de 2010.

“A população não está preocupada com o mensalão. O povo está preocupado se o Palmeiras vai cair e se o Fernando Haddad vai ganhar”.

Lula, ao comentar o escândalo do mensalão em agosto de 2012.

Publicidade

“Não se trata de gente da minha confiança”.

Lula, ao comentar o escândalo do mensalão em abril de 2014.

Publicidade