Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Me engana que eu gosto (1.301)

“Eu estava em São Paulo, não via o ex-presidente Lula desde o ano passado e resolvi fazer uma visita a ele de cortesia. Somos amigos. Não falamos absolutamente nada em Pasadena, não sabia que estava em pauta. Se eu soubesse, era capaz até de eu ter tocado no assunto. Conversamos sobre política, eleição, Brasil, o […]

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 03h25 - Publicado em 26 jul 2014, 14h43

“Eu estava em São Paulo, não via o ex-presidente Lula desde o ano passado e resolvi fazer uma visita a ele de cortesia. Somos amigos. Não falamos absolutamente nada em Pasadena, não sabia que estava em pauta. Se eu soubesse, era capaz até de eu ter tocado no assunto. Conversamos sobre política, eleição, Brasil, o governo dele, as perspectivas, blábláblá, a vida dele, a minha. Conversa de compadre, foi exatamente o que aconteceu”.

José Múcio Monteiro, ministro do TCU, ao confirmar que se encontrou com Lula dois dias antes de o tribunal livrar Dilma Rousseff da lista dos envolvidos na compra da refinaria em Pasadena, jurando que conversaram sobre tudo, menos sobre o que mais interessava à dupla.

Publicidade