Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Maureen Bisilliat, a fotógrafa de almas

“‘O meu negócio é a alma, mas ela, sábia, nem sempre e quase nunca se deixa aprisionar’. A frase lapidar de Maureen Bisilliat sobre o alvo primeiro de sua curiosidade dá a pista do que há em comum em cada uma das fases da sua riquíssima trajetória. Inglesa por nascimento, brasileira por vocação, Maureen usa […]

Por Branca Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 14h54 - Publicado em 2 jul 2010, 21h06

“‘O meu negócio é a alma, mas ela, sábia, nem sempre e quase nunca se deixa aprisionar’. A frase lapidar de Maureen Bisilliat sobre o alvo primeiro de sua curiosidade dá a pista do que há em comum em cada uma das fases da sua riquíssima trajetória.
Inglesa por nascimento, brasileira por vocação, Maureen usa e abusa de certa curiosidade estrangeira na construção de uma obra que não pode ser definida apenas no campo da fotografia. Longe do fácil deslumbre  com o exótico, ela mergulha nas realidades que retrata com o respeito  necessário a quem pisa em outras terras”. (Trecho do texto publicado na orelha do livro Fotografias – maureen bisilliat)

Neste domingo, às 16h, Maureen vai monitorar uma visita guiada no último dia da sua exposição, no Centro Cultural Fiesp, em São Paulo. Entre os retratos figuram as imagens inspiradas nas obras de grandes escritores brasileiros, como Mário de Andrade, Guimarães Rosa e Jorge Amado. A coluna recomenda. Há tempos não se via tamanha beleza reunida em um só lugar.

A João Guimarães Rosa (1962-1966), Manuelzão

Caranguejeiras (1970)

Bahia amada amado (Anos 1960)

Continua após a publicidade

Mangueira (1969), Cartola

Costa do Marfim (1993)

Xingu/terra (1973-1977), a luta do huca-huca

Serviço:

Maureen Bisilliat – Centro Cultural Fiesp, Avenida Paulista, 1.313. Tel.: (11) 3146-7405. Domingo (dia 4), às 16h.

Continua após a publicidade
Publicidade