Clique e assine a partir de 9,90/mês
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Lula confirma que insônia só afeta quem tem vergonha na cara

O chefão comprova que meliantes sem cura dormem melhor que seres humanos normais

Por Augusto Nunes - 10 abr 2018, 18h25

Horas antes da decolagem rumo a Curitiba, Lula gravou um vídeo que incluiu outro assassinato da língua portuguesa, reproduzido a seguir sem correções nem retoques:

“Eu duvido que o Moro, eu duvido que o Dellagnol, eu duvido que os cara que fizeram as mentira que eles tão fazendo contra mim deite toda noite com a consciência tranquila que eu deito e durma o sono que eu durmo”.

O Exterminador do Plural está certo. Nos dez terríveis minutos que precedem o sono, seres humanos normais costumam inquietar-se com possíveis erros aos quais se expõe qualquer vivente. Só dormem imediatamente, livres de dúvidas, angústias ou remorsos, os bebês de colo e os meliantes que perderam a vergonha de vez.

Lula deixou de ser bebê há 70 anos.

Continua após a publicidade
Publicidade