Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Lula comete mais atentados contra a língua portuguesa

O manuscrito informa, por exemplo, que o ex-presidente presidiário ainda não aprendeu a escrever corretamente nem o nome do poste que fabricou

Cristyan Costa

Menos de dois meses depois de ter assassinado a língua portuguesa numa carta escrita ao parceiro Wagnão (Wagner Santana, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC), Lula retomou a sequência de atentados contra o idioma, agora com um bilhete de 11 linhas sem destinatário definido. As correções no original, reproduzidas abaixo, atestam que o autor cometeu pelo menos oito crimes (alguns dos quais hediondos).

O manuscrito informa, por exemplo, que o ex-presidente presidiário ainda não aprendeu a escrever corretamente nem o nome do poste que fabricou. Em vez de “Haddad”, rabiscou um “Hadad”. (Muitos eleitores nordestinos continuam preferindo “Andrade”).

Engaiolado há cinco meses, Lula jura que já leu mais de 20 livros. Como a coluna registrou em julho, o Curso Intensivo de Leitura e Escrita para Presidiários Nota Zero ajuda a desasnar alguns alunos, mas não faz milagres.

O ex-presidente Lula comenta num bilhete suas impressões sobre a mais recente pesquisa do Ibope

O ex-presidente Lula comenta num bilhete suas impressões sobre a mais recente pesquisa do Ibope (Cristyan Costa/VEJA.com)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Dada a competência com que esse tipo escreve, pode-se afirmar que certamente não leu 20 livros. Pode ter tentado ler 20 vezes o mesmo, já que provavelmente não entendeu lhufas, mas por óbvio não chegou a um 2º título. Resta imaginar qual o livro por ele tão incompreendido. Estou apostando em alguma apostila do supletivo 1º grau. Talvez de português…

    Curtir

  2. A maioria dos presos escrevem assim. O Lula não foge à exceção.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Sonia Fausta Tavares Monteiro

    Não dá para acreditar que Lula tenha lido um livro sequer em toda sua vida, quanto mais vinte! Trata-se de um iletrado convicto que jamais chegou a menos de dois metros de um livro!

    Curtido por 1 pessoa

  4. Paulo Bandarra

    Este é o menor dos defeitos dele.

    Curtir

  5. Carlos Moura

    Leitura de 20 livros? Acho que foram dezenove tentadas e uma desistida.

    Curtir

  6. Esse Lula, condenado e preso, é apedeuta más exagera o seu pertencimento falso a uma classe de combalidos. “Hadad” é manipulação para enganar o trabalhador assalariado que rala jogado de segunda a sexta fora da cama às 3 horas da manha e no sábado às 5 para fazer a feira com a mulher.

    Curtir

  7. Tenho lido matérias como a do FHC de que haverá trepidação, eufemismo para a luta de classes? Sinto muito professor. Eu sou Filósofo. O Brasil é o mesmo, os combalidos são os mesmos e os ricos também. Há o Bolsonaro com a sua disciplina de quartel. Também o Haddad como preposto do Lula para chegar ao poder mascarado por eleições e com uma ” ideologia” de furtar os cofres públicos. Mesmo que deseje o petista não pode mudar. Será um Governante ad hoc sob a tirania dos criminosos do PT.

    Curtir

  8. Luiz Chevelle

    Lula já leu e comentou com propriedade La recherche du temps perdu. Em francês.

    Curtir

  9. É o caso do “Tipréx”…

    Curtir

  10. Nelson Marchetto

    Minha gente, não gosto do lula, mas na correção do português “escrito”, é cometer uma injustiça. Como querer que um semi-analfabeto que até já foi fotografado lendo um livro de cabeça para baixo, escrever algum texto inteligente e no bom português?

    Curtir