Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Interpretação é tudo

“O que acontece é que a própria comissão interpreta o regimento para agilizar a votação.” Marco Maia, presidente da Câmara, sobre a sessão da Comissão de Constituição e Justiça que aprovou 118 projetos em três minutos, explicando que, dependendo da interpretação de quem preside a reunião, dois deputados valem 34.

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 10h38 - Publicado em 27 set 2011, 19h39

“O que acontece é que a própria comissão interpreta o regimento para agilizar a votação.”

Marco Maia, presidente da Câmara, sobre a sessão da Comissão de Constituição e Justiça que aprovou 118 projetos em três minutos, explicando que, dependendo da interpretação de quem preside a reunião, dois deputados valem 34.

Publicidade