Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Felipão turístico

“Fomos gigantes na hospitalidade, no carinho com os turistas, marcamos pele e corações. A derrota em campo, por mais absoluta, não deve afetar nossa capacidade de reconhecermos que somos hoje um dos melhores países do mundo”. Vinicius Lages, ministro do Turismo, garantindo que o Massacre do Mineirão melhorou a imagem do Brasil no exterior.

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 03h31 - Publicado em 10 jul 2014, 07h19

“Fomos gigantes na hospitalidade, no carinho com os turistas, marcamos pele e corações. A derrota em campo, por mais absoluta, não deve afetar nossa capacidade de reconhecermos que somos hoje um dos melhores países do mundo”.

Vinicius Lages, ministro do Turismo, garantindo que o Massacre do Mineirão melhorou a imagem do Brasil no exterior.

Publicidade