Clique e assine a partir de 9,90/mês
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Faquir obeso

“Mas ele falou na hora do almoço. Que me conste, horário de almoço não faz parte do expediente”. Paulo Bernardo, ministro do Planejamento, na tentativa de justificar mais um comício ilegal de Lula, patrocinado pelos que pagam impostos, explicando que, como também não almoça no horário do expediente, para não ser enquadrado por vadiagem, o […]

Por Augusto Nunes - Atualizado em 21 fev 2017, 10h39 - Publicado em 25 set 2010, 09h59

“Mas ele falou na hora do almoço. Que me conste, horário de almoço não faz parte do expediente”.

Paulo Bernardo, ministro do Planejamento, na tentativa de justificar mais um comício ilegal de Lula, patrocinado pelos que pagam impostos, explicando que, como também não almoça no horário do expediente, para não ser enquadrado por vadiagem, o chefe é só candidato a faquir obeso.

Publicidade