Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Faltou tempo

“Se houver provas, voto pela condenação. Se não houver, pela absolvição”. Luiz Fux, ministro do STF, sobre o processo do mensalão, mostrando que ainda não leu nem as conclusões da CPI dos Correios, nem a denúncia do procurador-geral Antonio Fernando Souza, nem o processo conduzido pelo colega Joaquim Barbosa.

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 12h27 - Publicado em 27 mar 2011, 14h55

“Se houver provas, voto pela condenação. Se não houver, pela absolvição”.

Luiz Fux, ministro do STF, sobre o processo do mensalão, mostrando que ainda não leu nem as conclusões da CPI dos Correios, nem a denúncia do procurador-geral Antonio Fernando Souza, nem o processo conduzido pelo colega Joaquim Barbosa.

Publicidade