Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Fã de Dilma, Maria Solange Caravina mudou de nome na entrevista feita pelo maridão: virou Lia Solange Carabina

Dilma Rousseff descobriu em Catanduva, há poucas semanas, que no interior paulista a avaliação do seu governo logo vai passar dos 100% de  ruim ou péssimo. É compreensível que, antes da visita a Presidente Prudente, tenha procurado sondar os humores da cidade na entrevista concedida por telefone a Miguel Francisco, jornalista da Rádio 1440 AM. […]

Dilma Rousseff descobriu em Catanduva, há poucas semanas, que no interior paulista a avaliação do seu governo logo vai passar dos 100% de  ruim ou péssimo. É compreensível que, antes da visita a Presidente Prudente, tenha procurado sondar os humores da cidade na entrevista concedida por telefone a Miguel Francisco, jornalista da Rádio 1440 AM.  O entusiasmo do radialista, traduzido nas  perguntas grávidas de exaltação patriótica, convenceu  visitante de que o clima em Presidente Prudente oscilava entre o “bom demais” e o “para lá de ótimo”.

À vontade como um tesoureiro do PT na sala do cofre, Dilma garantiu que as coisas vão muito bem, que o desastre econômico logo vai passar, que a sobriedade da turma do Planalto já recolocou o país no caminho certo. O Brasil só não pôde comemorar a retomada do desenvolvimento porque a oposição deu de transformar pecados veniais em justificativas para um golpe de Estado. “Estamos aqui torcendo pelo seu governo, porque torcer pelo seu governo é torcer pelo Brasil”, derramou-se Miguel Francisco quando a conversa de comadres ia chegando ao fim.

“Agora”, prosseguiu, “um pedido de um brasileiro: professora Maria Solange Caravina, mãe do meu filho, é professora da rede estadual aqui em Presidente Prudente. Ela é petista e Dilma Rousseff até o tutano dos ossos. Ela tá ouvindo a rádio. Se a senhora mandar um abraço para ela, ela vai ficar muito feliz comigo, senhora presidenta”. A continuação do diálogo parece mentira. O áudio no fim do post prova que é tudo verdade. Acompanhe o diálogo de hospício:

Dilma: “Olha, eu… cê vai repetir o nome dela, Miguel”.

Jornalista: “Maria Solange Caravina”.

Dilma: “Lia Solange Carabina. Eu não só mando…”

Jornalista: “Maria… Maria…”

Dilma: “A Lia Maria… Não… Maria Solange… Maria Solange… ô..”

Jornalista: “Maria Solan…”

Dilma Rousseff: “Maria Solange…”.

Jornalista: “Caravina”.

Dilma: “Eu quero te… Eu quero te dizê uma coisa, Maria Solange. Quero primeiro agradecê esse abraço, esse beijo, pelas… pelas… pelas ondas da Rádio Comercial 1440 AM de Presidente Prudente. E te dizê o seguinte: é por pessoas como você  que a gente continua firme lutando pelo Brasil. Um abraço e um grande beijo pra você”.

Só na última frase a presidente soletrou direito o prenome da dilmista de Presidente Prudente. Ainda em dúvida quanto ao sobrenome, preferiu parar no “Maria Solange”. Sorte do maridão Miguel Francisco. Sabe Deus como seria recebido em casa pela mulher transformada duas vezes por Dilma numa Carabina de maiúsculo calibre.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    jailton

    Eu nao odeio o PT, eu tenho pena.

    Curtir

  2. Comentado por:

    tutti

    O país do cangaço. O cangaço século XXI. Dilma Carabina e Lula Trabuco.

    Curtir

  3. Comentado por:

    Fábio Vicente

    Olha Augusto, sou contra esse negócio de ficar criticando as pessoas com debilidade mental. O fato de nossa “prisidenta” ser totalmente alienada não te dá o direito. “Isso é golpe!”

    Curtir

  4. Comentado por:

    rogerio mendelski

    Augusto,
    Vai ver, a Dilma confundiu o sobrenome Garavina com Carabina por um único motivo. Aqui em Porto Alegre, por muito anos, uma pistoleira, assaltante de bancos, driblou a polícia e nunca foi presa. Parece que morreu em São Paulo. Seu nome: Lili Carabina! Não um só policial gaúcho que não conheça histórias audaciosas da Lili…

    Curtir

  5. Comentado por:

    Diamante de Sangue

    Esta senhora esdtá no “lucro”, chegou a Presidencia do Brasil por eleições diretas e dentro do sistema político partidário (arcaico) vigente. Nós os cidadãos do país estamos no prejuízo, por questões: ética, moral, politica, econômica, social e ambiental. Tudo fora do lugar, e as notícias de luxo, ostentação, mordomias continuam e tem-se a sensação de fim do mundo.E o mais grave todos continuam com “cara de paisagem” desesperados para continuar o mesmo do mesmo, para obterem o poder políticop, é desesperador observar que falta pensadores para a Nação desenvolver o potencial humano de seus cidadãos, permitirem mudanças necessárias para um novo rumo. Tá desgovernado, simples assim ou complexo demais.Arrogância e farsa não mais profjetarão marketeiros embusteiros.

    Curtir

  6. Comentado por:

    Caminho político

    Afinal qual é a trajetória profissional da Presidente Dilma, como ela iniciou sua trajetória política. Sabemos que no Brasil vigora o QI (Quem Indica) quem lhe indicou e quando iniciou a militância partidária, ela trabalhou em alguma empresa privada? Qual? Quando? Passou do privado para o público? Ou iniciou sua carreira dentro do Estado? Como?

    Curtir

  7. Comentado por:

    Antonio Henriques Cardoso

    Vamos corrigir o que Dilma disse?
    O correto seria:
    “…E te dizê o seguinte: é por pessoas como você que a gente continua arrebentando com o Brasil.”
    “…E te dizê o seguinte: é por pessoas como você que a gente continua trabalhando quase seis meses do ano pagando tributos no Brasil.”
    “…E te dizê o seguinte: é por pessoas como você que a gente continua a levar o Brasil a viajar ao passado. Já voltamos a 1999. Daqui a pouco vamos para 1987, o ano da moratória!”
    “…E te dizê o seguinte: é por pessoas como você que o Brasil discute sempre o seu destino desde os anos 30 e parece que serão mais 90 anos insistindo no erro.”
    “…E te dizê o seguinte: é por pessoas como você que a gente disse o que quis e vocês acreditaram.”
    “…E te dizê o seguinte: é por pessoas como você que em breve não precisaremos viajar para a Grécia para conhecê-la, ela será aqui mesmo!”
    “…E te dizê o seguinte: é por pessoas como você que mesmo com tudo o que foi feito vocês ainda aceitam de bom grado mais naba e mais desemprego e sem reclamar!”
    E a criatividade segue…

    Curtir

  8. Comentado por:

    Ridendo castigat mores

    E alem de tudo ainda é surda?

    Curtir

  9. Comentado por:

    deaC

    kkkkkkkkkkkkkkkkkk velha surda! igual a comunista da Rio, quando gritaram Vai pra Cuba e ela entendeu, vagabunda.
    Essa gente é demente.

    Curtir

  10. Comentado por:

    Antonio Bastos

    Simplificando: Interna a absolutamente incapaz.

    Curtir