Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Extra! Extra!

Dilma revela que Michel Temer não foi seu vice nas eleições de 2014

Por Branca Nunes Atualizado em 30 jul 2020, 22h20 - Publicado em 6 jul 2016, 21h12

“O maior risco para o Brasil neste momento é continuar a ser dirigido por um governo sem voto. Um governo que não foi eleito diretamente pela população não terá legitimidade para propor saídas para a crise. Um governo sem respaldo popular não resolverá a crise porque será sempre, ele próprio, a crise”. (Dilma Rousseff, a Assombração do Alvorada, na carta que alguém escreveu e José Eduardo Cardozo leu na comissão de impeachment do Senado, revelando ao mundo que Michel Temer não foi o candidato a vice em 2014, na chapa que uniu o PT e o PMDB, e portanto não recebeu os mesmos 54 milhões de votos obtidos pela titular, sem esclarecer se foi Aécio Neves ou Marina Silva quem instalou no Planalto o interino que acusa de ser o pai da crise que ela pariu)

Publicidade