Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Estavam escondidos no Nordeste os pobres que sumiram no governo Lula

Gleisi Hoffmann decerto dirá que os milhões de miseráveis foram ressuscitados por Michel Temer

Por Augusto Nunes Atualizado em 28 set 2018, 14h48 - Publicado em 28 set 2018, 14h27

O PT está inconformado com o cancelamento de 3,4 milhões de títulos eleitorais por falta de recadastramento biométrico. Alegam que a decisão do Supremo Tribunal Federal afastou das urnas uma imensidão de nordestinos pobres, que votariam em Fernando Haddad, mais conhecido na região como Andrade. 

Para que essa discurseira fique de pé, os devotos de Lula precisam esclarecer um mistério. Em 2008, o agora presidiário jurou que a pobreza tinha acabado. Em 2013, Dilma jurou ter eliminado os últimos miseráveis brasileiros. De onde vieram, então, esses milhões de desvalidos excluídos da eleição?

Gleisi Hoffmann decerto dirá que foram ressuscitados por Michel Temer.

Publicidade