Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Emir Sader, a melhor notícia da semana, merece um emprego no Instituto Lula

O governo vive dizendo que jornalistas odeiam publicar boas notícias. Engano, viu-se nesta quarta-feira. Com rapidez e entusiasmo, sem economizar espaço, meio mundo tratou de comunicar ao país que Emir Sader não vai “fusilar” o idioma nem “pousar” para fotografias na sala da presidência da Fundação Casa de Rui Barbosa. Reinaldo Azevedo tem razão: Emir […]

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 12h39 - Publicado em 2 mar 2011, 23h58

O governo vive dizendo que jornalistas odeiam publicar boas notícias. Engano, viu-se nesta quarta-feira. Com rapidez e entusiasmo, sem economizar espaço, meio mundo tratou de comunicar ao país que Emir Sader não vai “fusilar” o idioma nem “pousar” para fotografias na sala da presidência da Fundação Casa de Rui Barbosa.

Reinaldo Azevedo tem razão: Emir merece um emprego no Instituto Lula. Pode ser redator oficial, conselheiro ideológico ou diretor de sociologia. O ex-presidente se gaba de jamais abandonar um companheiro no desvio. Começou a ganhar um dinheirão com palestras. E está na hora de ampliar a equipe, por enquanto reduzida a três funcionários. Clara Ant é a secretária-geral. Luiz Dulci é o carregador de malas. Paulo Okamoto, tesoureiro portátil, é o carregador da mala.

Publicidade