Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Eles só têm medo de algemas

O noticiário político-policial informa que os assaltantes de cofres públicos não se constrangem com nada. Espalhada por todas as ramificações da máquina administrativa, a bandidagem apadrinhada pela aliança governista transforma o clã em quadrilha, ensina o filho a roubar desde criancinha, reduz a mulher a comparsa, carrega pilhas de cédulas em malas, meias ou cuecas, […]

O noticiário político-policial informa que os assaltantes de cofres públicos não se constrangem com nada. Espalhada por todas as ramificações da máquina administrativa, a bandidagem apadrinhada pela aliança governista transforma o clã em quadrilha, ensina o filho a roubar desde criancinha, reduz a mulher a comparsa, carrega pilhas de cédulas em malas, meias ou cuecas, desvia a verba dos flagelados ou o carregamento de remédios, tunga o dinheiro da merenda escolar, pendura o neto em cargos de confiança, passeia de jatinho com a mãe ou a sogra, inventa consultorias, estupra sigilo bancário, curra sigilo fiscal, cria empresas de fachada, usa o jardineiro como laranja, vende gado inexistente, mente compulsivamente e, se o perigo é muito, queima o arquivo.  Para viver como o diabo gosta, faz coisas de que até Deus duvida.

A turma que tudo se permite só não admite ser algemada. Com os braços provisoriamente imobilizados, punguistas patológicos incorporam a figura do chefe de família respeitável: o que é que vou dizer lá em casa?, parece perguntar a expressão envergonhada. Não é possível tratar como criminoso comum um delinquente da classe executiva, berram advogados e padrinhos. Não há limites para a roubalheira, mas é preciso impor limites às ações da Polícia Federal.

O berreiro dos culpados revela que eles só têm medo de algemas. Bom saber. Já que argolas de metal são a única coisa capaz de reavivar o sentimento da vergonha, já se sabe o que fazer para produzir os mesmos efeitos causados pelo velho e infalível “Olha o rapa!”. Basta que os brasileiros honestos, sempre que toparem com qualquer integrante da multidão de assaltantes, gritem a palavra-de-ordem medonha:

ALGEMAS PARA TODOS!

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    Ossami Sakamori

    Se o autor do delito for a própria presidente da República, qualquer que fosse, no exercício do cargo, vale a regra ou não? Ou só vale para peixe miúdo? Tenho denúncia, formalizada contra a presidente, formalizada ao @MPF_PGR.

    Curtir

  2. Comentado por:

    Barba

    Eu não entendo essa gritaria toda, acho que políticos e afilhados ficam muito bem de “pulseiras”. A PF nos enche de orgulho, mesmo que por um pequenino tempo, entre o camburão e à delegacia. Elles merecem!

    Curtir

  3. Comentado por:

    cidadão

    Os contribuintes que pagam a maior carga tributária do planeta sempre souberam que o dinheiro dos impostos vai para a corrupção. O assalariado paga até 27,5% de imposto-de-renda e o governo dá de presente para empresas mais de 200 bilhões/ano em isenções fiscais. Então, empresas financiam políticos e seus apadrinhados, ao ocuparem cargos públicos, devolvem os favores: com leis que só aumentam impostos ou arrochando salários dos trabalhadores. Esses mesmos políticos ao serem remanejados para cargos públicos com gerenciamento de verbas públicas repassam para os seus padrinhos políticos bilhões em obras e serviços superfaturados. Quanto mais pobres bolsistas de programas sociais existirem, melhor, perpetua-se círculo da corrupção pelo VOTO no candidato bonzinho que promete teleférico em favela, casa-grátis em favela, DICUMÊ grátis durante 4 anos, etc. A fórmula mágica rendeu 8 anos de poder ao apedeuta e muito mensalão com a bênção da nossa justiça. O pobre sempre vai ser pobre, o rico não paga impostos e, os comunistas enriquecem…Palosk que o diga, com apartamento de 6,6 milhões obtido por serviços de consultoria ensinando o “o golpe perfeito” no cofre público e com a garantia da justiça sem olhos.Agora Wagner com uma mansão de 9 milhões do “minha casa, minha vida”

    Curtir

  4. Comentado por:

    ivano

    Esses corruptos são tão ousados, que a própria Polícia Federal os algemam para não terem a própria carteira, celulares, relógios, surrupiados quando os prendem. Vai que…

    Curtir

  5. Comentado por:

    Quaker

    Um recado para Lula.
    A polícia federal não tem que lhe dar satisfações.
    Algemou e pronto.

    Curtir

  6. Comentado por:

    Rogério Viana

    VEJAM ISTO, AMIGOS. ABRAÇOS
    Augusto, a ilustração que sugeri para a camiseta é esta que está neste link: http://estudosdedramaturgia-parana.blogspot.com/2011/08/cruzada-contra-corrupcao-algema-neles.html
    Muito bom, grande Rogério. Vou divulgar. abração

    Curtir

  7. Comentado por:

    Dejà-vu

    Parecem cenas de filme , isso não parece realidade
    e é absurdo que o seja.
    Lembro de ter visto coisa assemelhada em filme sobre nazismo, sobre a Rússia comunista, coisas horríveis sendo encobertas pela vontade soberana de gente perversa, de gente má, cruel, detentora de força indiscutível para perseguir , para perpetrar vinganças contra adversários emassacraro povo comimpostos escorchantes. Os primeiros tempos eram mais fáceis mas depois tudo se transformava no pior dos infernos . Não gosto nem de lembrar. Nem em filme dá para suportar, mas temo essa guerra política que está aí.

    Curtir

  8. Comentado por:

    Auditor Interno

    Prezado Augusto Nunes
    É gratificante poder ler diariamente o seu blog e ainda de quebra poder participar com comentários.
    Todavia, a indignação é tanta que as vezes perco o estimulo de me associar aos inúmeros e combativos leitores; quanta bagunça, quanta corrupção, quanta falta de profissionalismo, quanta falta de caráter, quanta dissimulação enganosa, quantas noticias engavetadas.
    No pais do excesso burocrático, das siglas mirabolantes, das leis que pegam e as que não pegam, que tal criarmos o CGCB (Cadastro Geral da Corrupção no Brasil), no mínimo com 12 dígitos normais e um último digito de controle?
    Esse acervo num banco de dados gigantesco poderia ser uma forma de controlarmos no mínimo: data,ministério ou autarquia, cidade envolvida, fraudadores (nomes), valores, vigência, etc., etc..
    Fraternalmente
    Boa ideia, amigo. abração

    Curtir

  9. Comentado por:

    duduvieira10

    ,,,Elementar meu caro Sr. Nunes,,,é impressionante o descarate do ex-Pres. Lula,, em estar indignado com as ALGEMAS,, ora pois; Como o brasileiro tem memória curta, depois de 15 anos (nem tanto assim) esquece o que aconteceu no últimos 15. Vou referescar a memória do dignissímo Sr. Ex- Presidente. Ele como 1º mandatário do país teria toda autoridade e chance reverter essa situação em dois notórios casos que na época ignorou e achou até bonitinho ‘as algemas’ como: ” pimenta nos olhos dos outros é refresco” narro em seguida . 1) O caso do banqueiro Sr. Dantas numa operação obscura e duvidosa que a própria Justiça revelou improcedente e como erro do Estado o Sr. Dantas deve mamar uma baba do Estado, claro depois de todo prejuizo. 2) O caso da Daslu um caso igualmente nebuloso com exposião demasiado dos holofotos pelo MP. que caberia somente no âmbito da Receita Federal. Meu prezado seria que o Sr. Lulalá teria a umbridade de encarar os fatos?

    Curtir

  10. Comentado por:

    MACUNAÍMAS S/A

    Sua postagem, apesar de irreverente e agressiva, tem absoluta razão de existir. Enquanto o brasileiro não respeitar o suor de seu trabalho, digo isso apenas para os que teimam em serem honestos e se limitarem a serem, cidadãos, eleitores e contribuintes em um país com este sistema. Enquanto este brasileiro que trabalha honestamente continuar elegendo este tipo de gente e não respeitar, nem a si, nem a quem trabalha duro para garantir o pão e conforto de sua família, continuaremos a sentir vergonha de sermos parte deste sistema absurdo e que é de total culpa de todos brasileiros, politicamente passivos e estúpidos.

    Curtir