Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Dúvida cruel

“Se nada aconteceu, não é a questão. Poderia ter acontecido. Um governo não negocia vida, um governo age para proteger a vida”. Dilma Rousseff, ao criticar a operação que retirou o senador Roger Pinto Molina da embaixada brasileira em La Paz, explicando que precisava de mais 455 dias para decidir se continuava a falar “amém” […]

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 05h31 - Publicado em 27 ago 2013, 19h34

“Se nada aconteceu, não é a questão. Poderia ter acontecido. Um governo não negocia vida, um governo age para proteger a vida”.

Dilma Rousseff, ao criticar a operação que retirou o senador Roger Pinto Molina da embaixada brasileira em La Paz, explicando que precisava de mais 455 dias para decidir se continuava a falar “amém” ou “obrigado, senhor” ao companheiro Evo Morales.

Publicidade